SINDENEL    PARTICIPATIVO


Clique aqui para assistir
mais vídeos em
nosso canal.

 

   D A T A

N   O   T   Í   C   I   A   S

14/01/2015 - Editorial: 2015 é o ano da reorganização do movimento sindical.

 

17/11/2017 - COMUNICADO SINDENEL

 

 A NOVA CLT E A IMPORTÂNCIA DO SINDICATO

 

Como já se sabe a reforma da Consolidação das Leis Trabalhistas – CLT entrou em vigor desde o dia 11/11/2017, e com ela, muitas dúvidas surgem nas mentes dos trabalhadores e muitos comentários seguem sem fundamentos.
Visando o esclarecimento do associado e do representado apresentaremos, neste artigo, o ponto mais importante, sob a óptica do trabalhador, dessa reforma trabalhista.
 
A palavra chave da nova reforma trabalhista é ACORDO. Pelo texto da lei, os empregadores e empregados poderão negociar uma lista de 15 itens, incluindo jornada de trabalho; banco de horas; participação nos lucros, etc.
A reforma permite a negociação direta entre chefe e subordinado para funcionários com diploma de nível superior e salário maior do que dois benefícios máximos do INSS, que hoje somam próximos a R$ 11.000,00. As partes podem estabelecer novos padrões de jornada, bancos de horas, intervalo, participação de lucros e outros pontos.
 
Essa liberdade, no entanto, não se estende a quem tem um salário mais baixo. Nesse caso, a figura do sindicato continua presente na discussão sobre condições de trabalho e, é por meio dele que os acordos coletivos são fechados. Isso porque o artigo da Constituição, que determina o papel dessas instituições, continua em vigor.
Neste sentido, a reforma trabalhista diferencia os trabalhadores de forma que, aos que ganham salários altos possam negociar seus contratos de trabalho diretamente com seu empregador, independentemente de qualquer cláusula acordada em Acordos ou Convenções Coletivas. Aos demais empregados, valem as regras dos Acordos Coletivos ou o texto da lei.
 
Muitos questionam se a nova reforma trabalhista mudou os direitos dos trabalhadores. Há aqueles que defendem que a possibilidade de que acordos trabalhistas podem permitir a redução do direito dos trabalhadores. Outros afirmam que há mais autonomia nas negociações sindicais, contribuindo para a geração de novos empregos. Todavia os direitos constitucionais mantêm-se independentemente de reforma ou acordos coletivos.
 
O SINDENEL vem atuando de forma fiel e competente no que diz respeito aos direitos fundamentais de seus representados, junto aos empregadores, visando única e exclusivamente o melhor para a categoria dos eletricitários. Assim, pode-se afirmar que os representados e filiados da categoria do SINDENEL podem sentir-se despreocupados, pois o Sindicato trabalha, sempre, em prol de sua categoria.

Assessoria Jurídica do SINDENEL
 

 

 

14/11/2017 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2017/2018

 

COPELIANOS APROVAM PROPOSTA COM 78% DOS VOTOS
 
Nesta terça, 14 de novembro, aconteceu a apuração das urnas da consulta aos copelianos sobre o ACT 2017/2018 com vitória do SIM. Os votos foram contados no Refeitório da Copel – KM3, de Curitiba e teve transmissão ao vivo pela internet. O resultado refletiu a vontade dos trabalhadores de todo o Paraná, que entre os dias 30 de outubro e 13 de novembro participaram de mais de 50 assembleias coordenadas pelos sindicatos integrantes do CSMEC.
Resultado final:
 
SIM - 3.085;
NÃO - 835;
BRANCOS - 14;
NULOS - 11;
ABSTENÇÃO - 10
 
Com o resultado, os sindicatos assinarão o ACT.
 
A DIRETORIA

 

07/11/2017 - COMUNICADO SINDENEL

 

AVISO À POPULAÇÃO

Comunicamos que os empregados da Eletrobrás-Eletrosul, base SINDENEL, reunidos em Assembleias Gerais Extraordinárias, realizadas nos dias 06 e 07 de novembro de 2017, deliberaram pela PARALISAÇÃO DE SUAS ATIVIDADES no dia 10 de novembro de 2017, em protesto contra a venda/privatização do Grupo Eletrobrás. Notificamos que, em observância ao artigo 11 da Lei 7783/1989, haverá trabalhadores em horários necessários para manter o sistema de transmissão de energia em operação no caso de ocorrências e contingências.

SINDENEL
Alexandre Donizete Martins
Diretor Presidente
 

 

07/11/2017 - COMUNICADO SINDENEL

 

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

ELETROBRAS ELETROSUL FOZ DO AREIA

O Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, CONVOCA todos os empregados da Eletrobras-Eletrosul lotados em Foz do Areia, associados ou não, a participarem de ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA, a realizar-se no dia 06 de novembro de 2017, às 08h00 em primeira convocação com o número regulamentar de presentes e às 08h30 em segunda convocação com qualquer número de presentes, a realizar-se na Divisão Regional do Paraná, com a seguinte Ordem do Dia:
1. Deliberação sobre a Paralisação Nacional contra à venda do GRUPO ELETROBRÁS – paralisação no dia 10/11/2017;
2. Definição das formas de manutenção dos serviços essenciais a população;
3. Assuntos Diversos.

Curitiba, 01 de novembro de 2017.

Alexandre Donizete Martins
Diretor Presidente do Sindenel

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

ELETROBRAS ELETROSUL LARANJEIRAS DO SUL

O Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, CONVOCA todos os empregados da Eletrobras-Eletrosul lotados em Laranjeiras do Sul, associados ou não, a participarem de ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA, a realizar-se no dia 06 de novembro de 2017, às 12h30 em primeira convocação com o número regulamentar de presentes e às 13h00 em segunda convocação com qualquer número de presentes, a realizar-se na Divisão Regional do Paraná, com a seguinte Ordem do Dia:
1. Deliberação sobre a Paralisação Nacional contra à venda do GRUPO ELETROBRÁS – paralisação no dia 10/11/2017;
2. Definição das formas de manutenção dos serviços essenciais a população;
3. Assuntos Diversos.

Curitiba, 01 de novembro de 2017.

Alexandre Donizete Martins
Diretor Presidente do Sindenel

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

ELETROBRAS ELETROSUL CURITIBA

O Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, CONVOCA todos os empregados da Eletrobras-Eletrosul lotados em Curitiba, associados ou não, a participarem de ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA, a realizar-se no dia 07 de novembro de 2017, às 12h30 em primeira convocação com o número regulamentar de presentes e às 13h00 em segunda convocação com qualquer número de presentes, a realizar-se na Divisão Regional do Paraná, com a seguinte Ordem do Dia:
1. Deliberação sobre a Paralisação Nacional contra à venda do GRUPO ELETROBRÁS – paralisação no dia 10/11/2017;
2. Definição das formas de manutenção dos serviços essenciais a população;
3. Assuntos Diversos.

Curitiba, 01 de novembro de 2017.

Alexandre Donizete Martins
Diretor Presidente do Sindenel
 

 

31/10/2017 - MINUTA ATUALIZADA DO ACT 2017 / 2018 - COPEL

 


Minuta atualizada do ACT 2017/2018 - COPEL

 

 

 

30/10/2017 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2017/2018

 

 ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 

EMPREGADOS DA COPEL 

ACT 2017/2018 

O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os empregados da Companhia Paranaense de Energia - COPEL, de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária nos dias, locais e horários, conforme segue:

DIA

LOCAL

HORA

07/11

Agência Sítio Cercado

17:00h às 18:00h

08/11

Agência Vila Hauer

08:00 às 09:00h

08/11

Santa Quitéria

17:00h às 18:00h

09/11

KM 0 ( Copel Barigui )

08:00h às 09:00h

09/11

 P. Agostinho

12:00h às 13:30h

09/11

 Atuba

17:00h às 18:00h

10/11

Ag. Centro

08:00 às 09:00h

10/11

Edifício Sede

12:00h às 13:30h

13/11

Km 3

12:00h às 13:30h

13/11

Sede do SINDENEL

08:30 às 17:30h

 A fim de deliberarem sobre a seguinte ORDEM DO DIA: 

1.         Apresentação e deliberação da proposta da COPEL visando a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT  para o período 2017/2018;

2.         Em caso de reprovação da contra proposta da COPEL, aprovação de indicativo de greve e paralisação por tempo indeterminado. 

3         Outros assuntos. 

Curitiba, 27 de outubro de 2017.

 

 

Alexandre D. Martins

Diretor Presidente

SINDENEL

 

27/10/2017 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2017/2018

 

 COPEL NÃO MUDA PROPOSTA REMUNERATÓRIA, APENAS FORMA DE PAGAMENTO

 
A reunião de retomada da negociação, após a rejeição da proposta da Copel nas assembleias, terminou às 15:15h desta sexta, 27/11, sem avanços na proposta remuneratória, apenas mudanças na forma de pagamento do abono.
 
A Copel propõe o mesmo valor de R$ 4.522,54 em parcela fixa, mais 0,5 da remuneração como abono, mas muda a forma de parcelamento:

- A primeira parcela, agora, com valor fixo de R$ 4.000,00, mais 0,25 da remuneração.
- A segunda parcela em fevereiro, com valor fixo de R$ 522,54, mais 0,25 da remuneração.

Os sindicatos lutaram e insistiram, durante toda a manhã, para que a proposta melhorasse, com elevação do abono e dos benefícios, sem sucesso.
 
Ainda no período da tarde, propuseram que a empresa considerasse a possibilidade de acrescentar ao abono a diferença entre o INPC que estava estimado e o INPC real divulgado pelo IBGE. Mas a resposta dos negociadores foi: “Sem chance”, por considerarem que não há condições, na atual realidade vivida pela Copel.

Os sindicatos realizarão, do dia 30/10 ao dia 13/11 nova rodada de assembleias onde os copelianos definirão os rumos a seguir.

Diferenças entre sindicatos e empresa sobre a rejeição da proposta marcaram a reunião 

O dia de reunião foi aberto às 9:00 horas, com os representes da empresa solicitando aos sindicatos que se pronunciassem sobre a recusa da proposta nas assembleias e colocassem suas expectativas.

Os sindicatos lembraram que, ao finalizar a última reunião, onde a empresa fechou a proposta que foi levada à apreciação dos copelianos, haviam alertado para a insuficiência dela. Ressaltaram que embora a Copel esteja reconhecida entre as 150 melhores para se trabalhar no país, nas negociações a proposta não correspondeu ao reconhecimento que os trabalhadores esperavam receber dela.

Os representantes dos coletivos sindicais realçaram que houve uma reprovação genuína e inquestionável das assembleias e que esperavam que os dirigentes da Copel soubessem entender o quanto era importante haver uma melhoria na proposta, hoje, sob pena de crescer o descontentamento funcional. Insistiram que na reprovação das assembleias havia descontentamento tanto com a proposta remuneratória quanto com a sobrecarga atual de tarefas no trabalho, exigências de sobreaviso e assédio moral da parte do corpo gerencial, forçando a produtividade. 

Os representantes da Copel, por seu lado, insistiram em considerar que a reprovação da proposta vinha de falhas da parte da empresa e dos sindicatos em comunicar à categoria o que significava a proposta da empresa na realidade atual do país, em especial a dificuldade da Copel dentro do modelo atual do setor elétrico e do risco de perda da concessão de distribuição.

Os negociadores da empresa argumentaram que a Copel é a única empresa pública que está entre as 150 melhores para se trabalhar e que fez a melhor proposta de acordo coletivo entre as empresas do setor elétrico, mantendo benefícios, oferecendo o melhor auxílio-educação e uma das melhores propostas de abono. Na visão da direção da empresa, com a proposta apresentada, o desempenho dos trabalhadores estava sendo reconhecidos.

Os sindicatos rebateram a visão da empresa, afirmando que todas as visões em torno da negociação foram corretamente informadas aos copelianos, num tratamento leal e claro da visão da empresa, bem como de toda a discordância dos sindicatos em relação aos assuntos. 

Os dirigentes sindicais registraram que reconhecem que a Copel tem, em sua trajetória, um tratamento de referência com o quadro funcional, mas que esperavam melhoria na proposta exatamente para que se mantivesse essa coerência, ao invés de estagnar e retroceder.

Apesar dos apelos sindicais, os negociadores da Copel fecharam como posição, ao final da manhã, de que a proposta era a melhor no cenário atual e que não haveria qualquer mudança na proposta remuneratória. A única possibilidade que abriram para as discussões no período da tarde era alterar o cronograma de pagamento do abono, em função de ter havido sinais recentes de melhora no fluxo de caixa da Copel. 


ASSEMBLEIAS DECIDIRÃO POR ACEITAR OU RECUSAR COM PARALISAÇÃO

Os sindicatos convocarão nova rodada de assembleias onde os copelianos decidirão se aceitam a proposta como ficou ou se a rejeitam novamente, desta vez deliberando por paralisação das atividades, já que os caminhos de uma melhoria negociada se esgotaram.

As assembleias sindicais acontecerão entre o dia 30/10 e o dia 13/11. A apuração dos resultados será no dia 14, a partir das 10:00 horas, na sede do Km 3.

A votação será:
- SIM, pela aceitação da proposta 
- NÃO, pela rejeição com encaminhamento de paralisação.

A luta é de todos e por todos. A decisão deve também ser de todos.
PARTICIPEM!!

 

24/10/2017 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2017/2018

 

 

NEGOCIAÇÃO DO ACT 17/18 SERÁ RETOMADA NESTA SEXTA, 27/10.

A Copel enviou comunicado definindo a data e horário (das 9h às 17 horas) na manhã desta terça, 24/10, em resposta ao agendamento de reunião solicitado pelas entidades sindicais, junto com o comunicado de rejeição da proposta da empresa pelos copelianos nas assembleias sindicais.
Com a retomada das negociações, os sindicatos esperam que a empresa melhore a proposta. Para os sindicatos, pode haver melhoras tanto no valor do abono quanto nos demais benefícios, pois há condições financeiras e de gestão para isso.

Uma proposta que satisfaça os empregados terá reflexos positivos na produtividade da empresa, avaliam os sindicatos. Uma boa proposta não pode ser tratada como custo, mas como investimento no que há de mais decisivo na história da Copel: o envolvimento e desempenho de seus trabalhadores.

Nesses dias que antecedem a negociação e na sexta-feira, os sindicatos recomendam aos copelianos e copelianas que se mantenham mobilizados e atentos, com foco em cobrar a melhoria da proposta da empresa.
 
A DIRETORIA

 

19/10/2017 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2017/2018

 

EMPRESA FOI OFICIALMENTE COMUNICADA DA DECISÃO DOS COPELIANOS

Os sindicatos dos dois coletivos que representam os trabalhadores da Copel (CSEC e CSMEC) reuniram-se na manhã desta quarta-feira, 18/10, em Curitiba, para avaliação e encaminhamentos, após a rejeição da proposta da empresa nas assembleias sindicais.
Um ofício comunicando o resultado das assembleias e solicitando a reabertura das negociações foi protocolado pelos sindicatos junto à Copel. Eles aguardam o agendamento de reunião nesse sentido da parte da empresa.
Na opinião dos dirigentes sindicais, a posição dos trabalhadores nas assembleias demanda que a empresa se sensibilize para a melhora da proposta. Acreditam que há condições para essa melhora tanto no valor do abono quanto nos demais benefícios. Além da melhora no valor do abono, o pagamento em parcela única, agora, sem condicionantes, é um desejo dos trabalhadores.
Os sindicatos recomendam aos copelianos e copelianas se manterem mobilizados e atentos, cobrando a negociação e a melhoria da proposta.
Informaremos as novidades.
 
A DIRETORIA

 

18/10/2017 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2017/2018

 

A proposta negociada da Copel para o ACT 2017/2018 foi rejeitada pelos trabalhadores. O total apurado foi de 3810 votos, sendo Sim: 1388, Não: 2357, Nulos 4 , Brancos 7 e Abstenção 54. Os sindicatos comunicarão a decisão dos copelianos à empresa e solicitarão a reabertura das negociações. A consulta aos copelianos aconteceu em sistema de Assembleias Unificadas.

A DIRETORIA

 

02/10/2017 - Acesse a minuta completa do ACT 2017/2018 da COPEL

 

Acesse a minuta completa do ACT 2017/2018 da COPEL
Minuta completa do ACT 2017/2018 da COPEL
 

 

 

 

01/10/2017 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2017/2018

 

Agenda de Curitiba para as assembleias unificadas 

 

 Abertura das urnas: Dia 16/10 às 15:00h no KM 3 

DIA

LOCAL

HORA

04/10

Agência Sítio Cercado

17:00h às 18:00h

05/10

Agência Vila Hauer

08:00 às 09:00h

05/10

Santa Quitéria

17:00h às 18:00h

06/10

Km3

12:00h às 13:30h

09/10

                                    Agência Centro

08:00h às 09:00h

09/10

Edifício SEDE

12:00h às 13:30h

09/10

Atuba

17:00h às 18:00h

10/10

Padre Agostinho

12:00h às 13:30h

11/10

KM 0 ( Copel Barigui )

08:00 às 09:00h

11/10

Sede do SINDENEL

08:30 às 17:30h

 

TRABALHADOR:
PARTICIPE DAS ASSEMBLEIAS UNIFICADAS E DECIDA!!!!

 

26/09/2017 - COMUNICADO SINDENEL

 

EDITAL DE CONVOCAÇÃO
ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA
ELETROBRAS ELETROSUL CURITIBA
 
O Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, CONVOCA todos os empregados da Eletrobras-Eletrosul lotados em Curitiba, associados ou não, a participarem de ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA, a realizar-se no dia 29 de setembro de 2017, às 12h30 em primeira convocação com o número regulamentar de presentes e às 13h00 em segunda convocação com qualquer número de presentes, a realizar-se na Divisão Regional do Paraná, com a seguinte Ordem do Dia:
 
1.Mobilização contra a privatização da Eletrobras / Eletrosul;
2.Deliberação sobre o “Dia de Luta pela Soberania Nacional“ – paralisação no dia 03/10/2017;
3.Definição das formas de manutenção dos serviços essenciais a população;
4.Assuntos Diversos.
 
Curitiba, 26 de setembro de 2017.
 
Alexandre Donizete Martins
Diretor Presidente do Sindenel
 
EDITAL DE CONVOCAÇÃO
ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA
ELETROBRAS ELETROSUL FOZ DO AREIA
 
O Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, CONVOCA todos os empregados da Eletrobras-Eletrosul lotados em Foz do Areia, associados ou não, a participarem de ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA, a realizar-se no dia 29 de setembro de 2017, às 12h30 em primeira convocação com o número regulamentar de presentes e às 13h00 em segunda convocação com qualquer número de presentes, a realizar-se na Divisão Regional do Paraná, com a seguinte Ordem do Dia:
 
1.Mobilização contra a privatização da Eletrobras / Eletrosul;
2.Deliberação sobre o “Dia de Luta pela Soberania Nacional“ – paralisação no dia 03/10/2017;
3.Definição das formas de manutenção dos serviços essenciais a população;
4.Assuntos Diversos.
 
Curitiba, 26 de setembro de 2017.
 
Alexandre Donizete Martins
Diretor Presidente do Sindenel
 
EDITAL DE CONVOCAÇÃO
ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA
ELETROBRAS ELETROSUL LARANJEIRAS DO SUL
 
O Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, CONVOCA todos os empregados da Eletrobras-Eletrosul lotados em Laranjeiras do Sul, associados ou não, a participarem de ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA, a realizar-se no dia 29 de setembro de 2017, às 12h30 em primeira convocação com o número regulamentar de presentes e às 13h00 em segunda convocação com qualquer número de presentes, a realizar-se na Divisão Regional do Paraná, com a seguinte Ordem do Dia:
 
1.Mobilização contra a privatização da Eletrobras / Eletrosul;
2.Deliberação sobre o “Dia de Luta pela Soberania Nacional“ – paralisação no dia 03/10/2017;
3.Definição das formas de manutenção dos serviços essenciais a população;
4.Assuntos Diversos.
 
Curitiba, 26 de setembro de 2017.
 
Alexandre Donizete Martins
Diretor Presidente do Sindenel
 

 

31/07/2017 - Ação dos 15 minutos de intervalo para mulheres da COPEL

 

 Ação dos 15 minutos de
intervalo para mulheres da COPEL

 Ação dos 15 minutos de intervalo para mulheres da COPEL

 

 

 

20/07/2017 - PAUTA UNIFICADA - ACT - 2017/2018

 

 

P A U T A    U N I F I C A D A COPEL


PAUTA UNIFICADA - ACT - 2017/2018

 

07/07/2017 - COMUNICADO SINDENEL

 

 

 

 

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 

 

 

EMPREGADOS DA COPEL 

 

O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os empregados da Companhia Paranaense de Energia - COPEL, de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária no dia 12/07/2017 (quarta-feira), na Sede do SINDENEL, sito à rua : Prof. Ulisses Vieira 1515, Santa Quitéria, sendo às 17:30 horas, em primeira chamada, com o número regulamentar de presentes, ou às 18:00 horas, em segunda chamada, com qualquer número de presentes, a fim de deliberar sobre a seguinte ORDEM DO DIA: 

Item 01 Discussão e deliberação da Pauta de Reivindicação para a formalização do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT–2017/2018; 

Item 02 Aprovação da Unificação da Pauta de Reivindicação da categoria representada pelo SINDENEL com as pautas aprovadas pelas seguintes Entidades Sindicais: SINDEL; SINDENEL; SINDELPAR; SIEMCEL; SINTEC-PR; STIECP; SENGE-PR; SINTESPAR; SINEL; SINDESPAR; SINDASP e STEEM; que, igualmente, representam os trabalhadores da Copel em suas respectivas categorias e/ou bases territoriais, que será entregue à Empresa; 

Item 03 Realização das próximas Assembleias Gerais Extraordinárias, relativas à Campanha Salarial do Acordo Coletivo de Trabalho - ACT – 2017/2018, em conjunto com as demais Entidades Sindicais que compõem a Campanha Salarial Unificada do ACT–2017/2018, declinadas no item 02 deste edital. 

Item 04 Aprovação do regime de votação de forma secreta, com a utilização de cédula de votação, que deverão ser depositadas em urnas lacradas, contendo a respectiva numeração do lacre, as quais deverão ser abertas juntamente com as demais urnas das demais entidades sindicais relacionadas no item 2 supra, na cidade de Curitiba-PR, após o encerramento de todas as respectivas Assembleias Gerais Extraordinárias – AGE´s dos Sindicatos que compõem a Campanha Salarial Unificada do ACT–2017/2018. 

Item 05 Aprovação para a utilização de urnas itinerantes de coleta de votos nos locais de difícil deslocamento dos trabalhadores. 

Item 06 Aprovação para o escrutínio dos votos coletados durante as Assembleias Gerais Extraordinárias em conjunto com todos os demais votos das Entidades Sindicais que compõem a Campanha Salarial Unificada do ACT-2017/2018, conforme relacionado no item 02 deste edital. 

Item 07 Deliberação para que o SINDENEL celebre o Acordo Coletivo de Trabalho – ACT – 2017/2018, único, com abrangência de todos os Sindicatos que compõem a Campanha Salarial Unificada do ACT–2017/2018, conforme descrito no item 02 deste edital. 

Item 08 Autorização para que o SINDENEL negocie diretamente com a Companhia Paranaense de Energia – Copel ou solicite intermediação junto ao Ministério Público do Trabalho, bem como suscite Dissídio Coletivo de Trabalho junto ao Tribunal Regional do Trabalho da 9ª região; 

Item 09 Fixação de Contribuição Confederativa para todos os empregados conforme Artigo 8º, Inciso IV da Constituição Federal, em favor do SINDENEL.  

 

Curitiba, 22 de junho de 2017.  

Alexandre Donizete Martins

Diretor Presidente


 

13/06/2017 - EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA ELETROBRAS ELETROSUL CURITIBA

 

 

13/06/2017 - EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA ELETROBRAS ELETROSUL LARANJEIRAS DO SUL

 

 

 

 

13/06/2017 - EDITAL DE CONVOCAÇÃO ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA ELETROBRAS ELETROSUL FOZ DO AREIA

 

 

 

 

30/05/2017 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2017/2018

 

 

 

 

Acesse a pesquisa para a montagem da pauta do Acordo Coletivo de Trabalho - ACT 2017/2018.

Envie a pesquisa para o sindicato até o dia 07/07/2017 : sindenel@terra.com.br

 

A assembleia para aprovação da Pauta será realizada na sede do Sindicato no dia 12/07/2017 às 18:00 horas.

 

                                     Pesquisa de Pauta - ACT_2017/2018 .pdf 

 

04/05/2017 - COMUNICADO SINDENEL

 

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

TRABALHADORAS DA COPEL 

O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todas as empregadas da Companhia Paranaense de Energia - COPEL, de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembleia Geral Extraordinária no dia 09/05/2017 (terça-feira), na Sede do SINDENEL, sito à rua: Prof. Ulisses Vieira 1515, Santa Quitéria, sendo às 17:30 horas, em primeira chamada, com o número regulamentar de presentes, ou às 18:00 horas, em segunda chamada, com qualquer número de presentes, a fim de deliberar sobre a seguinte ORDEM DO DIA:

1. Discussão e deliberação pelas trabalhadoras da COPEL sobre encaminhamentos da ação dos 15 minutos de intervalo antes das horas extras;
2.     Assuntos gerais. 

Curitiba, 04 de maio de 2017.

Alexandre Donizete Martins
Diretor Presidente
SINDENEL
 

 

18/04/2017 - COMUNICADO SINDENEL

 

EDITAL DE CONVOCAÇÃO

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

ELETROBRAS ELETROSUL CURITIBA

O Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, CONVOCA todos os empregados da Eletrobras-Eletrosul lotados em Curitiba, associados ou não, a participarem de ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA, a realizar-se no dia 19 de Abril de 2017, às 13h00 em primeira convocação com o número regulamentar de presentes e às 13h30 em segunda convocação com qualquer número de presentes, a realizar-se na Divisão Regional do Paraná, com a seguinte Ordem do Dia:
1. Discussão e deliberação sobre adesão a Paralisação Nacional – 28-04-2017, em razão da Reforma Trabalhista, Reforma da Previdência e a Precarização do Trabalho (Terceirização).
2. Assuntos Diversos.

Curitiba, 17 de abril de 2017.

Alexandre Donizete Martins
Diretor Presidente do Sindenel
 

 

 

31/03/2017 - COMUNICADO SINDENEL

 

NOTA DE ESCLARECIMENTO SOBRE AÇÃO DO INTERVALO DE 15 MINUTOS PARA MULHERES:
 
Esta ação foi deliberada pela categoria em assembleia no ano de 2010 e tem por objetivo tornar menos extenuante o labor extraordinário prestado pelas trabalhadoras, com o devido amparo legal previsto em CLT.
Estudos demonstram que a prestação habitual de horas extras pode acarretar inúmeros prejuízos à saúde dos trabalhadores e trabalhadoras e que existem relação entre as horas extras e o aumento de doenças profissionais e de acidentes de trabalho.
Vólia Bonfim Cassar, professora, doutora e juíza do Trabalho no Rio de Janeiro, destaca sempre a necessidade de se observar os preceitos legais contidos na legislação e os problemas que o excesso de jornada pode acarretar: “As regras de medicina e segurança do trabalho envolvem os períodos de trabalho e as condições de trabalho. A limitação do tempo de duração do trabalho tem como fundamento três aspectos importantes: fatores biológicos, sociais e econômicos.
A) biológicos: o excesso de trabalho traz fadiga, estresse, cansaço ao trabalhador, atingindo sua saúde. Portanto, os fatores biológicos são extremamente importantes para limitar a quantidade de trabalho diário;
b) sociais: o trabalhador que executa serviços em extensas jornadas tem pouco tempo para a família e amigos, o que segrega os laços íntimos com os mais próximos e exclui socialmente o trabalhador;
c) econômicos: um trabalhador cansado, estressado e sem diversões produz pouco e, portanto, não tem vantagens econômicas para o patrão.”  (Direito do Trabalho. Niterói: Impetus, 2008, p. 626.)
As referidas repercussões do excesso de jornada na saúde e na vida da trabalhadora demonstram a importância do combate ao uso abusivo das horas extras pelos empregadores.
Assim sendo a referida ação  tem por objetivo o bem estar físico e emocional das trabalhadoras, buscar reparar o dano já causado às empregadas, além de desestimular a exigência excessiva de trabalho extraordinário por parte da Copel.
Ademais, mesmo não sendo o objetivo principal das mulheres trabalhadoras, haverá compensação para todas as copelianas em relação aos últimos 5 anos em que esse intervalo foi desrespeitado, em forma de pagamento de horas extras.
Por fim acreditamos que a COPEL, como empresa referência no mercado de energia, na necessidade de realização de horário extraordinário em algumas áreas, adote procedimentos compatíveis e exequíveis entre trabalhadores e trabalhadoras, visando a manutenção do melhor clima organizacional. Afinal produzir bem, com observância dos aspectos legais e qualidade de vida dos trabalhadores sempre foi paradigma nessa empresa.
 
Diretoria do Sindicato dos Eletricitários de Curitiba - SINDENEL
 

 

11/11/2016 - MINUTA DO ACORDO DE PLR - 2016

 

MINUTA DO ACORDO DE PLR - 2016
 
Copelianos e copelianas,
acessem a minuta do acordo de PLR 2016 --->

 

 

 

10/11/2016 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - PLR 2016

 

 

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA  

EMPREGADOS DA COPEL 

PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E/OU RESULTADOS 2016 pagamento em 2017 

 

O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os empregados da Companhia Paranaense de Energia - COPEL, de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária nos dias, locais e horários, conforme segue:

 

DIA

LOCAL

HORA

19/11

Associação Copel Curitiba

10:00h às 12:00h

22/11

Sede do SINDENEL

08:30h às 17:30h

23/11

Sede do SINDENEL

08:30h às 17:30h

24/11

Sede do SINDENEL

08:30h às 17:30h

 

Endereço da Associação Copel Curitiba: BR 277, Km 06, s/n, Sentido Curitiba/Ponta Grossa, entrada pelo Contorno Norte;

Endereço da sede do SINDENEL: Rua Ulisses Vieira, 1515, Santa Quitéria; 

 

A fim de deliberarem sobre a seguinte ORDEM DO DIA: 

 

1.   Apresentação e deliberação da proposta da COPEL visando o pagamento da Participação dos Lucros e/ou Resultados do ano de 2016, pagamento em 2017;

 

2.         Assuntos diversos.

 

Curitiba, 11 de novembro de 2016. 

 

Alexandre D. Martins

Diretor Presidente

SINDENEL

 

14/10/2016 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

 

COPEL - ACT 2016/2017

Resultado da votação

Ocorreu no dia 13/10/2016, no KM3 em Curitiba, a contagem dos votos sobre o Acordo Coletivo de Trabalho 2016/17, com o seguinte resultado:

SIM: 2.444 - ( 64,79% )

Não: 1.307 - ( 34,65% )

Brancos: 1 - ( 0,03% )

Nulos: 1 - ( 0,03% )

Abstenção: 19 - ( 0,50% )

TOTAL: 3.772

Com o resultado, a proposta foi aprovada.
Os sindicatos formalizarão o resultado para a empresa ainda hoje.

A DIRETORIA

 

 

26/09/2016 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

 

 

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 

 

EMPREGADOS DA COPEL 

 

ACT 2016/2017 

O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os empregados da Companhia Paranaense de Energia - COPEL, de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária nos dias, locais e horários, conforme segue:

DIA

LOCAL

HORA

27/09

Agência Sítio Cercado

17:00h às 18:00h

28/09

Santa Quitéria

17:00h às 18:00h

29/09

Km3

17:00h às 18:00h

03/10

Edifício SEDE

12:00h às 13:30h

04/10

Agência Centro

08:00h às 09:00h

05/10

Atuba

17:00h às 18:00h

06/10

Padre Agostinho

12:00h às 13:30h

07/10

KM 0 ( Copel Barigui )

08:00 às 09:00h

10/10

Sede do SINDENEL

08:30 às 17:30h

 A fim de deliberarem sobre a seguinte ORDEM DO DIA: 

1.      Apresentação e deliberação da proposta da COPEL visando a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT  para o período 2016/2017;

2.         Assuntos diversos.

Curitiba, 23 de setembro de 2016. 

Alexandre D. Martins

Diretor Presidente

SINDENEL

 

 

26/09/2016 - Minuta do Acordo Coletivo de Trabalho - ACT 2016/2017

 

Copelianos e Copelianas
 
Acessem a minuta do
Acordo Coletivo de Trabalho - ACT 2016/2017
.

 

 

22/09/2016 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2016/2017

 

O segundo dia de negociações da pauta 2016/2017 teve inicio as 8h30 em uma nova rodada, com a presença de representantes dos sindicatos e de trabalhadores da base. O CSMEC segue com sua determinação de garantir salários dignos, com benefícios sociais compatíveis e condições adequadas de trabalho para todos os copelianos, além de preservar as conquistas já alcançadas pela categoria. #naoasprivatizações#majoritariocopel

 

22/09/2016 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2016/2017

 

PROPOSTA FINAL NEGOCIADA COM A COPEL:

Após dois dias de intensa negociação a Copel finalizou sua proposta para a ACT 2016/2017 com as seguintes condições:

- Reajuste salarial: INPC pleno (estimativa de 9,5%)
- Abono salarial: 1 remuneração + R$ 4.450,00 fixos (com imposto de renda);
- Auxílio alimentação: INPC alimentação/bebidas (estimativa de 14,66%, R$ 1.089,00)
- Auxílio lanche: INPC alimentação/bebidas (estimativa de 14,66%,R$ 126,00);
- Auxilio educação: teto de R$ 850,00;
- Auxílio pessoas com deficiência: INPC pleno;
- Auxílio creche: R$ 450,00;
- Gratificação de férias : piso de R$ 2.400,00;
- Manutenção das demais cláusulas do ACT anterior (incluindo a manutenção do quadro funcional e manutenção do patrocínio a Fundação Copel)

Os sindicatos integrantes do CSMEC estiveram firmemente empenhado na melhor evolução das negociações, considerando a grande resistência da empresa em função do momento econômico e as limitações de mercado devido as regulação da CCEE.

Estiveram presentes os diretores da Copel: Gilberto Mendes Fernandes, de Gestão Empresarial e Luiz Eduardo da Veiga Sebastiani - Diretor de Finanças e de Relações com Investidores.

O próximo passo será a apreciação e votação dos trabalhadores, em Assembleias com datas que serão divulgadas pelos sindicatos participantes.

 

 

22/09/2016 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

 

Os 30 deputados estaduais, verdadeiros mercenários do patrimônio público paranaense, que aprovaram as emendas ao projeto de Lei 435/16, traíram mais uma vez os trabalhadores. O CSMEC, formado pelos sindicatos: Sindasp, Sindelpar, Sindenel, Sindespar, Sintec-PR e Sintespar, torna público os nomes desses mercenários. Assim, você eleitor, fique atento em sua cidade: não vote em candidatos apoiados por esses deputados. O projeto de lei 435/16 com as emendas aprovadas, possibilitaao governo do estado vender ações das empresas estatais sem autorização da Assembleia Legislativa. É o patrimônio do povo paranaense sendo usado para tapar o rombo da má gestão e administração pública. Saiba quem são esses mercenários:

Adelino Ribeiro – PSL 
Alexandre Curi – PSB 
Alexandre Guimarães – PSD 
André Bueno – PSDB 
Bernardo Ribas Carli – PSDB 
Cantora Mara Lima – PSDB 
Claudia Pereira – PSC 
Cobra Repórter – PSD 
Cristina Silvestri – PPS 
Elio Rusch – DEM 
Felipe Francischini – SD 
Fernando Scanavaca – PDT 
Francisco Bührer – PSDB 
Gilson de Souza – PSC 
Guto Silva – PSD 
Jonas Guimarães – PSB 
Luiz Carlos Martins – PSD 
Luiz Cláudio Romanelli – PSB 
Márcio Nunes – PSD 
Márcio Pauliki – PDT 
Mauro Moraes – PSDB 
Nelson Justus – DEM 
Paulo Litro – PSDB 
Pedro Lupion – DEM 
Plauto Miró – DEM 
Reichembach – PSC 
Schiavinato – PP 
Stephanes Junior – PSB 
Tiago Amaral – PSB 
Tião Medeiros – PTB

#naoasprivatizações #majoritariocopel

 

 

21/09/2016 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2016/2017

 

O primeiro encontro da rodada de negociação do ACT com a Copel já está em curso. A abertura das negociações contou com a presença do Diretor de Gestão Empresarial da Copel, Sr. Gilberto Mendes Fernandes. O CSMEC conseguiu que trabalhadores de base acompanhem pessoalmente as discussões, garantindo assim total transparência em todo processo de negociação com o patronal. Os sindicatos integrantes do CSMEC estão preparados para defender os interesses dos copeliandos de todas as categorias. Ao longo desses dois dias (21 e 22/9) divulgaremos os resultados e as conquistas. Juntos somos mais fortes!#naoasprivatizações #majoritariocopel

 

17/08/2016 - PAUTA ACT 2016/17

 

Copelianos, acessem a pauta unificada do
coletivo majoritário para o ACT 2016/2017.

Pauta_ACT_2016-17

 

14/07/2016 - COPEL - EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ASSEMBLÉIA

 

COPEL - EDITAL DE CONVOCAÇÃO PARA ASSEMBLÉIA
COPEL, data base 2016/2017, acesse o edital de convocação para Assembleia que aprovará a pauta do Acordo Coletivo de Trabalho - ACT 2016/2017.
 

 

28/06/2016 - Pesquisa de Pauta 2016 - Data base COPEL

 

Pesquisa de Pauta 2016
 Data base COPEL

 
Acesse a pesquisa e encaminhe
ao sindicato pelo
email:
sindenel@terra.com.br
Pesquisa de Pauta 2016 - Data base COPEL
Pesquisa de Pauta 2016 - Data base COPEL

 

 

18/03/2016 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

 

 COMUNICADO SINDENEL – COPEL - PLR 2015
PAGAMENTO EM 2016
 


Após a divulgação do balanço da COPEL para o exercício 2015,
fizemos a seguinte análise:

 

1- O lucro líquido foi de 1.192,7 milhões de reais, 5,2% menor que o ano passado;

 

2- Houve uma redução no valor a ser distribuído aos acionistas, passando de 50% para 25% do lucro líquido da empresa, totalizando 326,7 milhões de reais;

 

3- O montante a ser pago a título de Participação nos Lucros e/ou Resultados será de 78,4 milhões, divididos igualmente por aproximadamente 8.800 empregados.

 

4- O montante da PLR equivale a aproximadamente 24% do valor pago a título de dividendos aos acionistas, muito próximo ao máximo permitido por lei, segundo o decreto estadual que limita o pagamento em até 25% do valor pago aos acionistas.

 

5- Na proposta inicial negociada com os sindicatos estava previsto um percentual de 13 a 15% do valor pago aos acionistas. Como houve a redução do valor para os acionistas, negociamos o pagamento de uma média histórica sobre o lucro líquido da empresa.

 

6- Os valores individuais ficarão próximos a R$ 9.000,00 já descontados o Imposto de renda. Estes valores e os percentuais ainda serão ratificados pela COPEL.

 

A DIRETORIA

 

 

 

09/03/2016 - COMUNICADO SINDENEL

 

Prezados Eletricitários Leituristas
Estamos na luta pela regularização do adicional de risco para esta categoria. Segue notícia da nossa Federação - FENATEMA, sobre o projeto de Lei que poderá regulamentar o pagamento. 
Acesse ao link para ler a matéria: BOLETIM PROJETO DE LEI PARA LEITURISTAS.pdf
 A DIRETORIA

 

 

25/02/2016 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

 

Comunicado SINDENEL - COPEL

Resultado das votações da PLR 2015

Informamos que nesta tarde (24/02), no anexo do refeitório do Km 3 em Curitiba, realizamos o escrutínio das votações realizadas em todo estado do Paraná sobre a proposta da Copel para o pagamento da PLR 2015. O resultado final foi:
Total de votantes: 1.984
Sim: 1423 (72%)
Não: 515
Branco: 6
Nulo: 1
Abstenção: 39

Tendo em vista a aprovação pela maioria simples, os sindicatos assinarão o acordo com a Copel. O balanço será divulgado até o dia 17/03 juntamente com os valores. A data para pagamento está prevista para o início de maio, após a aprovação do balanço pela Assembleia dos acionistas da Copel.


A Diretoria

 

26/01/2016 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - PLR 2015

 

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 

EMPREGADOS DA COPEL 

PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E/OU RESULTADOS 2015 

O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os empregados da Companhia Paranaense de Energia - COPEL, de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária nos dias, locais e horários, conforme segue:

DIA

LOCAL

HORA

01/02

Agência Sítio Cercado

17:00h às 18:00h

03/02

Agência Centro

08:00h às 09:00h

04/02

KM 0 ( Copel Barigui )

08:00h às 09:00h

04/02

Edifício SEDE

12:00h às 13:30h

15/02

Santa Quitéria

17:00h às 18:30h

16/02

Atuba

17:00h às 18:00h

17/02

Padre Agostinho

12:00h às 13:30h

18/02

Sede do SINDENEL

08:30 às 17:30h

18/02

Km3

17:00h às 18:30h

A fim de deliberarem sobre a seguinte ORDEM DO DIA:

 

1.         Discussão e deliberação pela categoria para unificação das assembleias e dos votos visando o Acordo Coletivo da Participação nos Lucros e/ou Resultados 2015 pagamento em 2016;

2.      Apresentação e deliberação da proposta da COPEL visando o pagamento da Participação dos Lucros e/ou Resultados do ano de 2015, pagamento em 2016;

3.         Assuntos diversos.

Curitiba, 26 de janeiro de 2016.

 

Alexandre D. Martins

Diretor Presidente

SINDENEL

 

25/01/2016 - COMUNICADO SINDENEL

 

COMUNICADO CSMEC ( COLETIVO MAJORITÁRIO DOS EMPREGADOS DA COPEL )

COPEL - PARTICIPAÇÃO NOS LUCROS E/OU RESULTADOS – PLR 2015 PAGAMENTO EM 2016

Histórico

Antes de 2012 a PLR era negociada com a COPEL através de uma comissão de empregados eleitos e alguns sindicatos que tinham a prerrogativa de assinar o acordo sem a realização de assembleias. Isso ocorria devido ao processo de eleição dos empregados que legitimava o processo. Como nos anos de 2011 e 2012 não houve negociação e a empresa impôs os valores para pagamento, essa comissão deixou de existir, passando a negociação diretamente aos sindicatos, com necessidade de assembleias para sua aprovação.
A Participação nos Lucros e/ou Resultados é regulada pela lei Federal (10.101 de 2.000) e no estado do Paraná (decreto 16.560 de 2010). Baseado nestas Leis, alguns pontos são necessários para a compreensão do assunto, entre eles destacamos: não obrigatoriedade de pagamento pelas empresas, necessidade de negociação com os sindicatos, estipulação de metas e limites de pagamento. Diante disto, para haver pagamento, deverá ter uma proposta negociada e a aprovação dos trabalhadores em assembleia. 
Como existe a necessidade de estipular metas, a PLR deverá ser negociada sempre no início do ano, para que os trabalhadores possam conhecer as metas necessárias para formar o montante a ser pago. Neste ano, estamos atrasados com esta aprovação e a COPEL deu o prazo até o dia 25/02 para que realizássemos as assembleias. Se a proposta for aceita, assinamos o ACORDO e garantimos o pagamento conforme anos anteriores.

Proposta PLR 2015

Conforme já divulgado pela empresa a minuta do acordo está disponível na INTRANET COPEL, no site do SINDENEL (www.sindenel.com.br ), SINDELPAR (www.sindelpar.com.br)  e SINTEC –PR (http://sintecpr.blogspot.com.br/) para a consulta de todos os trabalhadores. O importante a destacar nesta proposta é a forma de calcular o montante a ser pago. Até então, o montante era limitado a 2 folhas de pagamento da empresa, independente  do lucro. Para o ano de 2015, foi negociada uma fórmula que pode poderá atingir até 15% dos lucros pagos aos acionistas em caso de atingirmos 100% das metas (não existe mais o limitador de 2 folhas). Entendemos que o percentual negociado ainda não é o ideal e que estaremos buscando nas próximas negociações atingir o percentual máximo de 25% dos lucros pagos aos acionistas (limite estipulado na lei estadual). Quanto as metas, 3 delas já atingimos 100% e as outras 2 estamos muito próximos disto (depende da balanço da empresa).
Diante do cenário nacional e de outras negociações realizadas pelo SINDENEL, os valores previstos para pagamento estarão entre os maiores do setor elétrico. Como ainda não foram divulgados os resultados de 2015, nossa expectativa é que os valores a serem pagos sejam muito próximos aos valores do ano passado.
A proposta atual foi finalizada em julho de 2015, porém ficou pendente de aprovação pela CCEE (Comissão criada pelo Governo Estado que aprova os acordos). A aprovação ocorreu somente no final de dezembro, possibilitando à formalização da proposta aos sindicatos. Caso a proposta seja recusada, já existe uma orientação da CCEE para que não haja mudança e que seja levada para uma mediação, ou seja, ficaria com um terceiro a decisão sobre o pagamento da PLR 2015. Neste caso, não haveria previsão para pagamento, ficando pendente até decisão superior.

Assembleias

Estaremos realizando as assembleias em todo estado, no período de 26/01 a 23/02, de forma unificada com os demais sindicatos, ficando a abertura das urnas e contagem dos votos programados para o dia 24/02. Participe das assembleias, pois é o local legítimo para discussão, onde todas as dúvidas podem ser dirimidas e as decisões serão tomadas.
Ainda esta semana, estaremos divulgando o calendário das assembleias.

SINDENEL / SINDELPAR / SINTEC-PR / SINDESPAR /SINTESPAR
 

 

25/01/2016 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

 

 

 

 
Acesse a minuta da PLR 2015 -----> MINUTA PLR 2015.pdf

 

 

 

01/12/2015 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

 

COMUNICADO SINDENEL – COPEL

Ontem, 30/11/15, estivemos reunidos com os prepostos da COPEL e com o Diretor de Gestão Empresarial, Gilberto Mendes Fernandes, onde a COPEL apresentou aos sindicatos as razões para a criação do Plano Assistencial  3, que contemplará os empregados admitidos a partir de 2016 pela empresa. Segundo a COPEL, não haverá nenhuma mudança no atual plano assistencial e não afetará os empregados da ativa e nem os atuais aposentados, ou seja, estão sendo mantidos os direitos atuais. A empresa informou que, quando realizou cálculos atuariais e projetou os valores futuros para manutenção do atual plano de saúde, observou que os valores poderiam colocar em risco a saúde financeira do atual plano, sendo necessário fazer os ajustes neste momento, garantindo assim a confiabilidade do atual plano. Para os novos empregados que entrarem a partir de 2016, o plano assistencial 3 será exatamente igual ao atual plano, diferenciando apenas nos percentuais a serem pagos pelos empregados ( atualmente o empregado paga 20% e a COPEL paga 80% na ativa e 50% pra cada um na aposentadoria, passando para 50% cada um na ativa e 100% para o empregado na aposentadoria ). Esta decisão foi tomada por ato de gestão da empresa e não houve discussão com os sindicatos.

Também foram apresentadas aos sindicatos as razões para a solicitação de declaração de bens. O pedido é baseado na LEI FEDERAL N° 8.429, de 02 de junho de 1992, porém nunca tinha sido exigido seu cumprimento pelos órgãos fiscalizadores. Neste ano, o Tribunal de Contas cobrou da COPEL o cumprimento da Lei. Segundo a COPEL, a empresa manterá o sigilo das informações e a declaração só será entrega aos órgãos fiscalizadores conforme estabelece a LEI, ou seja, caso haja solicitação judicial ou processo administrativo instaurado. A empresa se comprometeu a comunicar aos empregados quando houver a necessidade de entrega da declaração aos órgãos de fiscalização. Em caso da não entrega da declaração ou da autorização para acesso, ficam os empregados sujeitos às sanções administrativas previstas na LEI.

Estaremos acompanhando estes assuntos e solicitamos aos empregados que, qualquer dúvida ou situação diferente da relatada, entre em contato com o sindicato.

A DIRETORIA

 

12/11/2015 - COMUNICADO SINDENEL - ITAIPU

 

 
Acesse a pauta unificada ----->

Pauta unificada - Itaipu - ACT 2015/2016

 

 

 

12/11/2015 - COMUNICADO SINDENEL - ITAIPU

 

Prezados Trabalhadores e Trabalhadoras de Curitiba da ITAIPU BINACIONAL:

Foi marcado o calendário para a discussão da pauta unificada referente a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho para o período de 2015 a 2016.
Foram agendadas para Foz do Iguaçú duas semanas seguidas de reunião, com início no dia 17/11 e previsão de término no dia 27/11. As entidades sindicais estarão reunidas no dia 16/11 alinhando a estratégia de negociação.
Os sindicatos encaminharam ofício para a empresa, solicitando a garantia de data base, ou seja, que todos os reajustes e pagamentos sejam retroativos a 01/11/15 (início do novo acordo).
Fiquem atentos e acompanhem as informações repassadas pelos sindicatos. Curtam a página do SINDENEL no facebook e recebam informações sobre o andamento das negociações.
Juntos na luta sempre.

A Diretoria
SINDENEL

 

16/10/2015 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

 

COPEL - ACT 2015/2016

Resultado da votação
 
Ocorreu agora a pouco, no KM3 em Curitiba, a contagem dos votos sobre o Acordo Coletivo de Trabalho 2015/16, com o seguinte resultado:

SIM: 2.396

Não: 1.480

Brancos: 6

Nulos: 1

Abstenção: 42

TOTAL: 3.925

Com o resultado, a proposta foi aprovada.
Os sindicatos formalizarão o resultado para a empresa ainda hoje.
 
A DIRETORIA
 

 

05/10/2015 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

 

 

 ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA 

 

EMPREGADOS DA COPEL 

 

ACT 2015/2016 

O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os empregados da Companhia Paranaense de Energia - COPEL, de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária nos dias, locais e horários, conforme segue:

06/10

Agência Sítio Cercado

17:00h às 18:00h

07/10

Agência Centro

08:00h às 09:00h

08/10

KM 0 ( Copel Barigui )

08:00h às 09:00h

08/10

Edifício SEDE

12:00h às 13:30h

09/10

Santa Quitéria

17:00h às 18:30h

13/10

Atuba

17:00h às 18:00h

14/10

Padre Agostinho

12:00h às 13:30h

15/10

Agência Vila Hauer

08:00h às 09:00h

15/10

Sede do SINDENEL

08:30 às 17:30h

15/10

Km3

17:00h às 18:30h

 

A fim de deliberarem sobre a seguinte ORDEM DO DIA: 

1.      Apresentação e deliberação da proposta da COPEL visando a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT  para o período 2015/2016;

2.          Assuntos diversos.

Curitiba, 02 de outubro de 2015. 

Alexandre D. Martins

Diretor Presidente

SINDENEL

 

05/10/2015 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

 

 

COPEL - ACT 2015/2016
----->  Acessem a minuta completa do Acordo Coletivo de Trabalho - ACT 2015/2016

 
A DIRETORIA

 

 

01/10/2015 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

 

COPEL - ACT 2015/2016 - PROPOSTA FINAL DA EMPRESA

Na tarde desta quinta-feira, compareceu a reunião o Sr. Gilberto Mendes Fernandes, Diretor de Gestão Empresarial da Copel, que ouviu atentamente os argumentos dos dirigentes sindicais no sentido de avançar na proposta. Após as discussões com o Diretor, chegamos a proposta da empresa para renovação do Acordo Coletivo de Trabalho - ACT 2015/2016. A proposta econômica prevê: 
Reposição salarial pelo INPC pleno em outubro ( previsão de 9,8% ), 
abono de 1 remuneração + 4.450,00, 
auxílio alimentação de R$ 950,00 ( 13%), 
auxílio creche reajustado pelo INPC pleno, 
auxílio pessoas com deficiência reajustado pelo INPC pleno;

auxílio educação com teto de R$ 770,00, 
vale lanche de R$ 110,00 (10%). 
Piso do abono de férias de R$ 2.300,00.

A COPEL deverá oficializar a proposta aos sindicatos amanhã cedo para que possamos iniciar as assembleias deliberativas. Em breve divulgaremos a agenda das assembleias em Curitiba. Agora a decisão é do trabalhador. Participe das assembleias que é o fórum legal de discussão e deliberação da categoria!

A DIRETORIA

 

17/09/2015 - COMUNICADO SINDENEL - ITAIPU

 

Trabalhadores e Trabalhadoras de Curitiba da Itaipu Binacional

 

Acessem o ofício encaminhado à empresa sobre a Greve aprovada hoje ( 17/09 ) pela manhã em frente a sede da empresa.

             ------------------------------>        OficioGREVE_Sindenel.pdf


Particpe. A luta é de todos!!!!!!!!

 

16/09/2015 - COMUNICADO SINDENEL - ITAIPU

 

 

Edital de Convocação

  Empregados de Curitiba da ITAIPU Binacional

   E d i t a l      d e      C o n v o c a ç ã o

 

 

16/09/2015 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

 

Copel - ACT 2015/2016

Agora é oficial. Copel marca reunião de negociação do ACT 2015/2016.

A Copel marcou para os dias 22, 23 e 24 de setembro, em Curitiba, o início do processo negocial referente ao Acordo Coletivo de Trabalho - ACT 2015/2016 com as entidades sindicais. Mesmo diante da crise econômica e política que assola nosso país, acreditamos na construção de uma proposta que atenda os anseios e necessidades da nossa categoria. A pauta protocolada foi fruto de discussão e aprovação pelos trabalhadores que participaram das Assembleias em todo estado do Paraná. Agora, é ficar atento e mobilizado para os encaminhamentos da Campanha Salarial unificada. Participe!!!!!

A Diretoria

 

31/07/2015 - Pauta unificada - Copel ACT 2015/2016 acesse aqui

 

Pauta unificada - Copel ACT 2015/2016 acesse aqui

 

 

20/07/2015 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

 

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

EMPREGADOS DA COPEL

O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os empregados da Companhia Paranaense de Energia - COPEL, de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária no dia 23/07/2015 (quinta-feira), na Sede do SINDENEL, sito à rua : Prof. Ulisses Vieira 1515, Santa Quitéria, sendo às 17:30 horas, em primeira chamada, com o número regulamentar de presentes, ou às 18:00 horas, em segunda chamada, com qualquer número de presentes, a fim de deliberar sobre a seguinte ORDEM DO DIA:

Item 01 – Discussão e deliberação da Pauta de Reivindicação para a formalização do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT–2015/2016;

Item 02 – Aprovação da Unificação da Pauta de Reivindicação da categoria representada pelo SINDENEL com as pautas aprovadas pelas seguintes Entidades Sindicais: SINDEL; SINDENEL; SINEFI; SINDELPAR; SIEMCEL; SINTEC-PR; STIECP; SENGE-PR; SINTESPAR; SINEL; SINDESPAR; SINDASP e STEEM que, igualmente, representam os trabalhadores da Copel em suas respectivas categorias e/ou bases territoriais, que será entregue à Empresa;
 
Item 03 – Realização das próximas Assembléias Gerais Extraordinárias, relativas à Campanha Salarial do Acordo Coletivo de Trabalho - ACT – 2015/2016, em conjunto com as demais Entidades Sindicais que compõem a Campanha Salarial Unificada do ACT–2015/2016, declinadas no item 02 deste edital.
 
Item 04 – Aprovação do regime de votação de forma secreta, com a utilização de cédula de votação, que deverão ser depositadas em urnas lacradas, contendo a respectiva numeração do lacre, as quais deverão ser abertas juntamente com as demais urnas das demais entidades sindicais relacionadas no item 2 supra, na cidade de Curitiba-PR, após o encerramento de todas as respectivas Assembléias Gerais Extraordinárias – AGE´s dos Sindicatos que compõem a Campanha Salarial Unificada do ACT–2015/2016. 

Item 05 – Aprovação para a utilização de urnas itinerantes de coleta de votos nos locais de difícil deslocamento dos trabalhadores.

Item 06 – Aprovação para o escrutínio dos votos coletados durante as Assembleias Gerais Extraordinárias em conjunto com todos os demais votos das Entidades Sindicais que compõem a Campanha Salarial Unificada do ACT-2015/2016, conforme relacionado no item 02 deste edital.

Item 07 – Deliberação para que o SINDENEL celebre o Acordo Coletivo de Trabalho – ACT – 2014/2015, único, com abrangência de todos os Sindicatos que compõem a Campanha Salarial Unificada do ACT–2015/2016, conforme descrito no item 02 deste edital. 

Item 08 – Autorização para que o SINDENEL negocie diretamente com a Companhia Paranaense de Energia – Copel ou solicite intermediação junto ao Ministério Público do Trabalho, bem como suscite Dissídio Coletivo de Trabalho junto ao Tribunal Regional do Trabalho da 9ª região;

Item 09 – Fixação de Contribuição Confederativa para todos os empregados conforme Artigo 8º, Inciso IV da Constituição Federal, em favor do SINDENEL.

Curitiba, 03 de julho de 2015.

Alexandre Donizete Martins
Diretor Presidente
SINDENEL
 

 

01/07/2015 - Acesse a pesquisa de formação de pauta da COPEL - ACT 2015/2016

 

Acesse a pesquisa de formação de pauta da COPEL - ACT 2015/2016

 

 

 

26/05/2015 - COMUNICADO SINDENEL - ELETROSUL

 

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

ELETROBRAS ELETROSUL CURITIBA

O Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, CONVOCA todos os empregados da Eletrobras-Eletrosul lotados em Curitiba, associados ou não, a participarem de ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA, a realizar-se no dia 26 de maio de 2015, às 13h00 em primeira convocação com o número regulamentar de presentes e às 13h30 em segunda convocação com qualquer número de presentes, a realizar-se na Divisão Regional do Paraná, com a seguinte Ordem do Dia:
 
1. Apresentação, Discussão e Deliberação sobre contraproposta da PLR 2014 apresentada pela Eletrobras, a ser paga em 2015.
2. Em caso de recusa por parte da categoria em relação a proposta da Eletrobras, avaliar e deliberar, Movimento Paredista por prazo indeterminado a partir do dia 01/06/2015.
3. Assuntos Diversos.
 
Curitiba, 25 de maio de 2015.
 
Alexandre Donizete Martins
Diretor Presidente do Sindenel
 

 

26/05/2015 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

 

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

EMPREGADOS OPERADORES DA COPEL DISTRIBUIÇÃO

O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os empregados da Companhia Paranaense de Energia - COPEL, de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária no dia 28/05/2015 (quinta-feira), na Sede do SINDENEL, sito à rua : Prof. Ulisses Vieira 1515, Santa Quitéria, sendo às 09:30 horas, em primeira chamada, com o número regulamentar de presentes, ou às 10:00 horas, em segunda chamada, com qualquer número de presentes, a fim de deliberar sobre a seguinte ORDEM DO DIA:

1. Discussão e deliberação pelos empregados operadores da COPEL DISTRIBUIÇÃO para ajuizamento de medida judicial referente à alteração no horário de trabalho;
2. Assuntos gerais. 

Curitiba, 26 de maio de 2015

Alexandre Donizete Martins
Diretor Presidente
SINDENEL
 

 

26/05/2015 - COMUNICADO SINDENEL - ELETROSUL

 

 ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

ELETROBRAS ELETROSUL LARANJEIRAS DO SUL


O Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, CONVOCA todos os empregados da Eletrobras-Eletrosul lotados em Laranjeiras do Sul, associados ou não, a participarem de ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA, a realizar-se no dia 26 de maio de 2015, às 13h00 em primeira convocação com o número regulamentar de presentes e às 13h30 em segunda convocação com qualquer número de presentes, a realizar-se no Setor de Manutenção de Laranjeiras do Sul, com a seguinte Ordem do Dia:

1. Apresentação, Discussão e Deliberação sobre contraproposta da PLR 2014 apresentada pela Eletrobras, a ser paga em 2015.
2. Em caso de recusa por parte da categoria em relação a proposta da Eletrobras, avaliar e deliberar, Movimento Paredista por prazo indeterminado a partir do dia 01/06/2015.
3. Assuntos Diversos.

Curitiba, 25 de maio de 2015.

Alexandre Donizete Martins
Diretor Presidente do Sindenel

 

26/05/2015 - COMUNICADO SINDENEL - ELETROSUL

 

 ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

ELETROBRAS ELETROSUL FOZ DO AREIA

O Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, CONVOCA todos os empregados da Eletrobras-Eletrosul lotados em Foz do Areia, associados ou não, a participarem de ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA, a realizar-se no dia 26 de maio de 2015, às 13h00 em primeira convocação com o número regulamentar de presentes e às 13h30 em segunda convocação com qualquer número de presentes, a realizar-se no Setor de Manutenção de Foz do AREIA, com a seguinte Ordem do Dia:

1. Apresentação, Discussão e Deliberação sobre contraproposta da PLR 2014 apresentada pela Eletrobras, a ser paga em 2015.
2. Em caso de recusa por parte da categoria em relação a proposta da Eletrobras, avaliar e deliberar, Movimento Paredista por prazo indeterminado a partir do dia 01/06/2015.
3. Assuntos Diversos.

Curitiba, 25 de maio de 2015.

Alexandre Donizete Martins
Diretor Presidente do Sindenel

 

30/04/2015 - SINDENEL e FENATEMA entregam carta contra a terceirização aos Senadores:

 

CARTA ENVIADA AO SENADO FEDERAL.
 CARTA ENVIADA AO SENADO FEDERAL

 

14/03/2015 - TRABALHADORES DA COPEL

 

A T E N Ç Ã O

TRABALHADORES DA COPEL

 

Em reunião quadrimestral de avaliação do Acordo Coletivo de Trabalho, realizada hoje, 13/03, foram discutidos assuntos pendentes, entre eles destacamos:

 

  • PLR 2015, pagamento em 2016 - As negociações começarão no início de abril.


  • Revisão do Plano de Cargos e Salários - Haverá reunião específica com os sindicatos para apresentação da revisão do plano. A COPEL aguarda autorização da Comissão de Política Salarial criada pelo Governo do Estado para aprovação da revisão do plano.


  • Assistência Jurídica aos empregado - A COPEL informa que ainda estuda ajustes na forma de realizar a defesa judicial do trabalhador.


  • Renovação de créditos do auxílio educação para pós-graduação - A COPEL está avaliando a seguinte proposta: renovação do crédito após 4 anos da utilização (válido somente para pós graduação).


  • Segurança e Saúde no Trabalho - Será marcada reunião específica sobre o assunto.


  • Situação atual do PSDV - Houve sentença favorável à COPEL na ação movida pelo Ministério Público do Trabalho sobre o Programa de desligamento anterior, permanecendo o atual PDV.


  • Inclusão nas Atas das reuniões o posicionamento dos sindicatos - A COPEL concorda. Os sindicatos solicitam que as atas sejam elaboradas durante as reuniões.


  • Emissão dos PPPs ( Perfil Profissiográfico Previdenciário ) - A COPEL comunica que a média de emissão do documento é de 60 dias. Os trabalhadores que tiverem dificuldades devem entrar em contato com o sindicato.


  • Atestados médicos ( exigência de prontuário/laudo ) - a Copel informa que responderá formalmente ao sindicato os procedimentos adotados pela área médica. Os trabalhadores envolvidos devem procurar o sindicato para os devidos encaminhamentos.


  • Contingenciamento do período de férias - A Copel está preparando uma NAC sobre o assunto e encaminhará aos empregados e sindicatos.


  • Informações sobre o FAP ( Fator Acidentário de Prevenção ) - será ajustada reunião com o RH da COPEL.


  • Reenquadramento e promoção funcional - Os casos apresentados ao sindicato levados como denúncia ao Ministério Público do Trabalho serão abrangidos pela revisão do Plano de Cargos e Salários que está em curso, aguardando a autorização da Comissão de Política do Governo do Estado. Estaremos acompanhando o andamento do caso e informaremos os trabalhadores dos encaminhamentos do sindicato.

     


A DIRETORIA

 

 

10/03/2015 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL

 

Reunião Quadrimestral

Está confirmada a reunião quadrimestral para o dia 13/03, das 09:00h as 17:00h, em Curitiba. Os assuntos pendentes do Acordo Coletivo e que serão discutidos nesta reunião são:

- Revisão do Plano de Cargos e Salários;
- Assistência Jurídica aos empregados;
-  Renovação de créditos do auxílio educação para pós-graduação;
- Segurança e Saúde no Trabalho.

Apresentamos à Copel os seguintes temas para discussão:

- Situação atual do PSDV.
- Inclusão nas Atas das reuniões o posicionamento dos sindicatos.
- Emissão dos PPPs ( Perfil Profissiográfico Previdenciário )
- Atestados médicos ( exigência de prontuário/laudo ).
- Contingenciamento do período de férias.
- Reunião específica de segurança.
- Informações sobre o FAP ( Fator Acidentário de Prevenção ).

Além destes assuntos, temos o compromisso da COPEL, assumido perante o Ministério Publico do Trabalho, em apresentar a resposta dos casos apresentados pelos trabalhadores ao SINDENEL sobre o reenquadramento e as promoções funcionais.

Logo após a reunião, estaremos divulgando as notícias.

A DIRETORIA

 

08/03/2015 - Mulher - Ser Especial

 

 

24/02/2015 - CONTRIBUIÇÃO SINDICAL DE 2015

 

CONTRIBUIÇÃO SINDICAL DE 2015

 

 

 

20/02/2015 - COMUNICADO SINDENEL

 

COMUNICADO SINDENEL - COPEL

O CSMEC - Coletivo Majoritário dos Empregados da COPEL-, composto pelas entidades SINDENEL, SINDELPAR, SINTEC, SINDESPAR, SINTESPAR, esteve reunido hoje (20/02), discutindo a pauta para a reunião quadrimestral com a COPEL prevista para este mês. Além dos assuntos pendentes do Acordo Coletivo, estaremos incluindo os seguintes temas para discussão com a empresa :
Situação atual do PSDV.
Inclusão nas Atas das reuniões o posicionamento dos sindicatos.
Emissão dos PPPs ( Perfil Profissiográfico Previdenciário )
Atestados médicos ( exigência de prontuário/laudo ).
Contingenciamento do período de férias.
Reunião específica de segurança.
Informações sobre o FAP ( Fator Acidentário de Prevenção ).

Aguardem as novidades sobre a reunião e encaminhamentos dos sindicatos.

A DIRETORIA

 

11/02/2015 - Dirigentes da UGT-PARANÁ na ONU

 

Dirigentes da UGT-PARANÁ na ONU

Dirigentes da UGT-PARANÁ na ONU
Os sindicalistas: Alexandre Donizete Martins (E), Paulo Rossi e Paulo Sérgio dos Santos participam de importante encontro na ONU.

Os dirigentes da UGT-PARANÁ Paulo Rossi, Alexandre Donizete Martins e Paulo Sérgio dos Santos, estão participando da 53ª Reunião da Comissão de Desenvolvimento Social da Organização das Nações Unidas (ONU), em Nova York, EUA.

O evento tem por finalidade, discutir políticas de desenvolvimento social e conta com a participação de organizações da sociedade civil de mais de 180 países.

Os sindicalistas paranaenses pretendem denunciar aos membros da ONU, as medidas provisórias 664 E 665, da presidente Dilma e que retiram direitos trabalhistas e sociais, como seguro-desemprego e o acesso à previdência social. "Vamos pedir apoio dos países membros da OIT e do comitê executivo da ONU para que interfiram junto ao governo brasileiro e que tais medidas provisórias sejam revistas", declarou Paulo Rossi, presidente da UGT-PARANÁ.

 

Post Mario de Gomes
Em 9/02/2015
Foto: UGT/PCR

Secretário de Comunicação UGT-PARANÁ
João Riedlinger

 

 

14/01/2015 - Editorial: 2015 é o ano da reorganização do movimento sindical.

 

 

 

 

19/12/2014 - COMUNICADO SINDENEL

 

 

          COPEL- PLR 2014
Resultado final da votação da Participação nos Lucros e/ou Resultados - PLR 2014
TOTAL DE VOTOS: 2.453
SIM  = 1.387
NÃO  = 1.015
BRANCO  = 4
NULO  = 1
ABSTENÇÃO  = 46
Com o resultado, a proposta foi aprovada pela maioria.

A DIRETORIA


 

 

18/12/2014 - Mensagem do Presidente da FENATEMA Eduardo Annunciato.

 

 

26/11/2014 - COMUNICADO SINDENEL

 

EMPREGADOS DA COPEL – REENQUADRAMENTO

Ocorreu ontem, 25/11/2014, audiência de mediação no MPT (Ministério Público do Trabalho), entre a COPEL e o SINDENEL, referente à denúncia realizada pelo sindicato sobre as promoções funcionais e de desempenho, que deveriam ter sido realizadas no final de 2013 e começo de 2014. Na audiência, conseguimos estabelecer o compromisso da COPEL, dentro da revisão do Plano de Cargos e Salários que está sendo realizada e que foi estabelecida como cláusula compromisso no ACT 2014/2015, em apresentar a resposta de todos os casos encaminhados ao sindicato no início do ano de 2014 pelos trabalhadores. O prazo estipulado na mediação será até o final de fevereiro de 2015, data em que ocorre a reunião quadrimestral entre a COPEL e os sindicatos.

Após a resposta da empresa, comunicaremos todos os envolvidos para avaliação dos encaminhamentos.

A DIRETORIA

 

 

24/11/2014 - COMUNICADO SINDENEL

 

Prezados empregados da COPEL representados pelo SINDENEL

Fomos informados que empregados  da  COPEL estão sendo contatados por  escritórios de advocacia para ingresso de ação contra a empresa  referente ações já  patrocinadas pelo SINDENEL  e deliberadas junto aos empregados (Exemplo: Divisor 200). Assim sendo cumpre-nos informar que qualquer tratativa,  mensagens  e encaminhamentos de documentos de ações judiciais patrocinadas pelo sindicato tem como referencia o endereço eletrônico SINDENEL@TERRA.COM.BR e a sede do SINDENEL  está localizada na Rua Professor Ulisses Vieira , 1515 – Bairro Santa Quitéria, telefone 3019-5161.

Informamos também que, na sequencia, estaremos publicando na home-page do SINDENEL  informações atualizadas das ações em curso em prol de todos os representados.

Na dúvida, contate o seu sindicato.

Diretoria do Sindicato dos Eletricitários de Curitiba - SINDENEL

(41) 3019 5161

Rua Prof. Ulisses Vieira 1515 - Santa Quitéria

CURITIBA - PR

 

24/11/2014 - Empregados da COPEL representados pelo SINDENEL

 

Empregados da COPEL
representados pelo SINDENEL 

 

Prezados empregados da COPEL representados pelo SINDENEL

Fomos informados que empregados  da  COPEL estão sendo contatados por  escritórios de advocacia para ingresso de ação contra a empresa  referente ações já  patrocinadas pelo SINDENEL  e deliberadas junto aos empregados (Exemplo: Divisor 200). Assim sendo cumpre-nos informar que qualquer tratativa,  mensagens  e encaminhamentos de documentos de ações judiciais patrocinadas pelo sindicato tem como referencia o endereço eletrônico SINDENEL@TERRA.COM.BR e a sede do SINDENEL  está localizada na Rua Professor Ulisses Vieira , 1515 – Bairro Santa Quitéria, telefone 3019-5161.

Informamos também que, na sequencia, estaremos publicando na home-page do SINDENEL  informações atualizadas das ações em curso em prol de todos os representados.

Na dúvida, contate o seu sindicato.

Diretoria do Sindicato dos Eletricitários de Curitiba - SINDENEL

(41) 3019 5161

Rua Prof. Ulisses Vieira 1515 - Santa Quitéria

CURITIBA - PR

Att.
Alexandre D Martins.

 

 

03/11/2014 - COMUNICADO SINDENEL

 

Paulo Paim diz que Congresso terá seis meses para regulamentar desaposentadoria

Em Plenário, Paulo Paim lembrou que o Supremo Tribunal Federal (STF) pode concluir, nesta semana, o julgamento sobre a desaposentadoria, a possibilidade de um aposentado "renunciar" à aposentadoria para obter o recálculo do benefício com base em novas contribuições.

Paim contou ter recebido a informação de que o Supremo dará ao Congresso um prazo de seis meses para votar projeto regulamentando a desaposentadoria.

- Meu projeto [PLS 91/2010] está aqui há mais de três anos, engavetado. O Supremo vai dizer: ou o Congresso vota, ou ele vai, de uma vez por todas, arbitrar como vai ser a desaposentadoria dos aposentados que tiveram que voltar a trabalhar - concluiu.

Livro
Ao saudar o Dia do Livro, comemorado nesta quarta-feira (29), o senador Paulo Paim (PT-RS) registrou a realização da 60ª Feira do Livro de Porto Alegre, a partir de sexta (31). No evento, ele lançará Nau solitária, uma coletânea de artigos seus publicados em jornais e na internet durante o segundo mandato como senador.

Os artigos de Paulo Paim tratam de assuntos salário mínimo, reforma da Previdência, desaposentadoria, estatutos do idoso e da igualdade social, violência, racismo, homofobia, ensino técnico e fim do voto secreto no Congresso.

- Vários assuntos de interesse da vida dos brasileiros e do nosso país, aqui, nesse livro, são tratados. Minha intenção é refletir neste momento e pensar o agora, dando cor às imagens e dando vida às palavras - afirmou o senador gaúcho.

 

09/12/2013 - BOLETIM INFORMATIVO - FGTS Traz prejuízo aos trabalhadores

 


BOLETIM INFORMATIVO SINDENEL 

 


  FGTS TRAZ PREJUÍZO AOS TRABALHADORES

 

 

 

02/12/2013 - COMUNICADO SINDENEL

 

Adicional de periculosidade não é proporcional a exposição

O adicional de periculosidade não pode ser pago de forma proporcional ao tempo de exposição ao risco. A Súmula 364 do Tribunal Superior do Trabalho reconhece o direito ao adicional de periculosidade ao empregado exposto permanentemente ou que, de forma intermitente, se sujeita a condições de risco. O entendimento foi usado pela 4ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais ao condenar uma mineradora ao pagamento integral do adicional a um ex-empregado.

Segundo a empresa, o adicional de periculosidade foi pago ao funcionário nas pouquíssimas e eventuais oportunidades em que esteve exposto a esse agente e de forma proporcional ao tempo de exposição. Ainda, de acordo com ela, a conduta adotada é prevista no instrumento normativo da categoria profissional.

Uma perícia feita nos autos concluiu pela caracterização da periculosidade durante todo o contrato de trabalho, apurando que o reclamante fazia transporte de explosivos de forma habitual e intermitente e ainda ajudava os funcionários no carregamento dos explosivos no interior da mina. Segundo a relatora, a Súmula 364 do TST determina que a parcela só não será devida quando o contato for de forma eventual, assim considerado o fortuito, ou o que, sendo habitual, dá-se por tempo extremamente reduzido.

Segundo a juíza relatora convocada, Taísa Maria Macena de Lima, não há como dar validade a cláusulas de instrumentos coletivos que importem em supressão parcial de direito assegurado em lei, como é o caso do adicional de periculosidade. Ela lembrou que o artigo 7º, inciso XXVI, da Constituição Federal reconhece os instrumentos coletivos de trabalho legitimamente firmados pelas correspondentes representações sindicais. Para ela, não há dúvida quanto à recepção desses instrumentos negociais pela nova ordem constitucional, reafirmando, assim, postura sempre adotada pelo próprio Direito do Trabalho, que prestigia a autocomposição das partes na solução dos litígios.

Por outro lado, conforme ressaltou, as negociações coletivas encontram limites nas garantias, direitos e princípios instituídos pela mesma Constituição e que são intangíveis à autonomia coletiva. Na avaliação da julgadora, esse é caso de normas de proteção à saúde e segurança do empregado, o que se aplica ao trabalho em ambiente ou local perigoso.

A turma de julgadores acompanhou o voto da relatora e considerou inválidas as cláusulas dos Acordos Coletivos de Trabalho quanto à negociação do adicional de periculosidade proporcional ao tempo de exposição, reconhecendo como devido o pagamento integral da parcela. O adicional de periculosidade incide apenas sobre o salário básico e não sobre este acrescido de outros adicionais, nos termos da parte inicial da Súmula 191 do TST. Com informações da Assessoria de Imprensa do TRT-3. 0001257-24.2012.5.03.0069 RO

 

 

31/08/2013 - CARTA ABERTA A PRESIDENCIA CAMARA E SENADO

 

CARTA ABERTA A PRESIDENCIA CAMARA E SENADO

CARTA ABERTA A PRESIDENCIA CAMARA E SENADO

 

18/07/2013 - COMUNICADO SINDENEL

 

ELETRICITÁRIOS
CNTI PROPÕE PERANTE O SUPREMO TRIBUNAL FEDERAL AÇÃO DIRETA DE INCONSTITUCIONALIDADE (ADI Nº 5013) COM PEDIDO DE LIMINAR - OBJETIVANDO A DECLARAÇÃO DE INCONSTUTICIONALIDADE DO ARTIGO 3º DA LEI Nº 12.740/2012, QUE AFETA DIRETAMENTE OS INTERESSES DOS TRABALHADORES ELETRICITÁRIOS – REMUNERAÇÃO DO ADICIONAL DE PERICULOSIDADE. CONCLUSO AO RELATOR DO PROCESSO MINISTRO RICARDO LEWANDOWSKI (10/07/2013).



Questionada norma que reduziu base de cálculo do adicional de periculosidade de eletricitários
A Confederação Nacional dos Trabalhadores da Indústria (CNTI) ajuizou Ação Direta de Inconstitucionalidade (ADI 5013) no Supremo Tribunal Federal contra o artigo 3º da Lei 12.740/2012, que revogou dispositivo que garantia aos trabalhadores eletricitários o adicional de periculosidade no percentual de 30% sobre sua remuneração, e não apenas sobre o salário-base, como as demais categorias. A confederação alega que a alteração introduzida pela lei desonerou apenas o setor produtivo “com clara ofensa à segurança jurídica e aos direitos fundamentais” dos trabalhadores.
Base de cálculo
O artigo impugnado revoga a Lei 7.369/1985, que instituiu salário adicional para os empregados no setor de energia elétrica em condições de periculosidade, garantindo-lhes o adicional de periculosidade de 30% “sobre o salário que perceber”. Para os demais trabalhadores, o parágrafo 1º do artigo 193 da CLT prevê que o cálculo seja feito “sobre o salário sem os acréscimos resultantes de gratificações, prêmios ou participações nos lucros”.
A confederação sustenta que a revogação da lei de 1985 contraria o artigo 7º da Constituição da República, por não preencher o requisito constitucional da melhoria da condição social do trabalhador, previsto em seu caput. A medida estaria ainda “na contramão da luta dos trabalhadores por melhores condições de trabalho”, ao reduzir a base de cálculo do adicional “sem qualquer contrapartida na redução dos riscos”, contrariando, assim, o inciso XXII do mesmo artigo, que estabelece como direito do trabalhador a redução dos riscos inerentes ao trabalho.
Retrocesso social
A alteração do cálculo de forma prejudicial aos trabalhadores violaria, ainda, o princípio constitucional da proibição do retrocesso social, conforme interpretação do artigo 5º, caput e parágrafos 1º e 2º, da Constituição e previsto em tratados internacionais, como o Protocolo de San Salvador e o Pacto Internacional sobre Direitos Econômicos, Sociais e Culturais. No caso, a confederação afirma que a norma posterior (a Lei 12.740/2012) “é francamente prejudicial aos eletricitários” em relação à anterior (a Lei 7.369/1985).
A CNTI aponta precedentes nos quais o STF teria utilizado o princípio da proibição do retrocesso social como parâmetro objetivo para a declaração de inconstitucionalidade de leis. E observa, ainda, que o mesmo princípio tem sido aplicado pela Justiça do Trabalho em questões que tratam do princípio da proteção ao trabalhador.
“Corte sorrateiro de direitos”
Ao afirmar que a redução da base de cálculo viola o princípio da proporcionalidade ao restringir um direito fundamental sem que haja fundamentação constitucional, a CNTI alega que a medida foi tomada para atender aos interesses da política econômica do governo na área de energia. Visando obter cortes de 16% para consumo residencial e 28% para o setor produtivo, “a fim de impulsionar a produção industrial e reduzir o custo-Brasil”, o governo teria, de acordo com a entidade, adotado “duas medida explícitas” – a antecipação do vencimento das concessões de energia, fixando-se indenização às concessionárias, e a aceitação, por essas, da redução das tarifas – e “outra de modo sorrateiro” – o corte do adicional.
Para a CNTI, “não há como justificar a extinção de um direito com base num possível e vago crescimento da economia”. O princípio da proporcionalidade exigiria, a seu ver, “o pendor da balança em favor do direito fundamental”.
O relator da ADI 5013 é o ministro Ricardo Lewandowski.