SINDENEL    PARTICIPATIVO


Clique aqui para assistir
mais vídeos em
nosso canal.

 

   D A T A

N   O   T   Í   C   I   A   S

12/11/2018 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2018/2019

 

As entidades sindicais cobrarão de todos os empregados da Copel, como Contribuição Assistencial, o equivalente a um dia de trabalho de cada um.

Essa contribuição cobre custos de mobilização, divulgação, deslocamentos e atividades de negociação e defesa dos direitos dos trabalhadores, bem como de luta por reconhecimento por seu desempenho, PLR e por boas condições de trabalho.
A contribuição cobre tanto gastos realizados dessa negociação do ACT quanto as negociações quadrimestrais e atividades de nossa luta em 2019.
Os dias que virão são incertos e de risco aos direitos dos trabalhadores. Riscos aos direitos de aposentadoria e até ao 13º salário podem entrar na agenda governamental no país. No setor elétrico a ameaça de privatizações e a consequente insegurança em relação aos empregos estará presente.
Precisamos que os sindicatos tenham condições de cumprir seu papel de informar, organizar os trabalhadores e defender seus direitos. Não há sobrevivência da luta sindical sem recursos financeiros.
Em anos anteriores, foi negociado no ACT que a Copel repassaria aos sindicatos o relativo a dois dias de trabalho de cada trabalhador, de modo a suprir essa necessidade, com o compromisso dos sindicatos de não descontarem do trabalhador essa Contribuição. Esse ano isso não ocorreu, o que faz com que o trabalhador deva se responsabilizar pela manutenção sindical, em seu  benefício.Vale lembrar que tanto as conquistas salariais, abonos e outros benefícios, como Auxílio Creche, Auxílio-alimentação, Vale lanche, benefícios diferenciados de férias, entre outros, surgiram das negociações e do trabalho sindical. Nada caiu do céu.
As lutas beneficiam a todos os trabalhadores representados, sejam ou não sindicalizados. A responsabilidade pela manutenção das atividades sindicais é também de todos.

Vamos garantir nossa luta.
ORGANIZAÇÃO É FUNDAMENTAL!

 

05/11/2018 - COMUNICADO SINDENEL - COPEL - ACT 2018/2019

 

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA

EMPREGADOS DA COPEL 
 
ACT 2018/2019
 
O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca todos os empregados da Companhia Paranaense de Energia - COPEL, de sua base territorial, filiados ou não ao sindicato, para se reunirem em Assembléia Geral Extraordinária nos dias, locais e horários, conforme segue:
 
DIA LOCAL HORA
06/11 Agência Sítio Cercado 17:00h às 18:00h
07/11 Km3                                 12:00h às 13:30h
07/11 Santa Quitéria         17:00h às 18:00h 
08/11 Agência Centro         08:00h às 09:00h
08/11 Edifício SEDE                 12:00h às 13:30h
08/11 Atuba                         17:00h às 18:00h
09/11 KM 0 (Copel Barigui) 08:00 às 09:00h
09/11 Padre Agostinho         12:00h às 13:30h
12/11 Sede do SINDENEL         08:30h às 17:30h
 
A fim de deliberarem sobre a seguinte ORDEM DO DIA:
 
1. Apresentação e deliberação da proposta da COPEL visando a renovação do Acordo Coletivo de Trabalho – ACT  para o período 2018/2019;
2. Assuntos diversos.
Curitiba, 31 de outubro de 2018.
 
Alexandre D. Martins
Diretor Presidente
SINDENEL
 

 

01/11/2018 - Acesse a minuta com a proposta final da Copel

 

 

Acesse a minuta com a proposta
final da Copel


Acesse a minuta com a proposta final da Copel

 

 

03/08/2018 - COMUNICADO SINDENEL

 

 Eleição Sindenel 2018

Encerrada a apuração da eleição, ocorrida nos dias 1º e 2 de agosto, a diretoria do Sindenel comunica aos filiados  e a toda a categoria que a Chapa 1 – Experiência e Responsabilidade, tendo à frente o eletricitário Alexandre Donizete Martins, obteve expressivos 80% dos votos, sendo assim reconduzido para um novo mandato sindical. O Sindenel agradece aos membros da Comissão Eleitoral e colaboradores que, com prudência, lisura e transparência, conduziram o processo eleitoral, sempre observando os preceitos legais e estatutários.. O Sindenel registra com orgulho a presença dos filiados, tanto da ativa quanto dos aposentados, que cumpriram o direito inalienável de escolher a diretoria de sua entidade representativa.
Prevaleceu a democracia, a responsabilidade trabalhista e o compromisso com os eletricitários, pilares de um importante capítulo de história de lutas e conquistas do Sindenel.  A eleição da chapa - Experiência e Responsabilidade -  não encerra um período de lutas, ao contrário: credita a responsabilidade dessa renovada diretoria em uma nova caminhada, pontuada por desafios e provações. Para tanto conclamamos a todos os filiados e representados em geral, mesmo aqueles que num momento foram oponentes de chapas, a se unirem em um ideal maior nessa jornada junto ao Sindenel. Os adversários no dia-a-dia sindical, aqueles que devemos confrontar, são os patrões que estão do outro lado da mesa de negociações. Por isso, mais do que nunca, é momento de união dos trabalhadores.

Viva os eletricitários representados pelo Sindenel.
Juntos somos mais fortes!

Diretoria do Sindenel

 

26/07/2018 - COMUNICADO - ELEIÇÃO SINDICAL

 

C O M U N I C A D O


ELEIÇÃO SINDICAL

COMUNICADO - ELEIÇÃO SINDICAL

 

 

 

25/07/2018 - COMUNICADO COMISSÃO ELEITORAL DO SINDENEL

 

A Comissão Eleitoral encarregada de dirigir o processo eleitoral do  O SINDENEL – Sindicato dos Empregados em Concessionárias dos Serviços de Geração, Transmissão, Distribuição e Comercialização de Energia Elétrica, de Fontes Hídricas, Térmicas e Alternativas de Curitiba para o quinquênio 2019/2023 faz saber para os devidos fins especialmente para os previstos no Regimento Eleitoral que findo o prazo para inscrição de chapas conforme edital de convocação publicado no dia 03/07/2018 apenas uma chapa inscreveu-se de forma regular para o pleito eleitoral a ser realizado nos dias 01 e 02 de agosto de 2018 cujo a chapa tem a seguinte composição: ALEXANDRE DONIZETE MARTINS – PRESIDENTE, VALDIR BARROS MACHADO – VICE PRESIDENTE, LUIS EDUARDO REWAY NUNES – SECRETÁRIO GERAL, EDUARDO KARAZAWA GUERRA – 1º SECRETÁRIO GERAL, CARLOS MINORU KOSEKI – TESOUREIRO GERAL, AIRTON LIMA DOS SANTOS – 1º TESOUREIRO, LINEU ANTONIO NUNES DA SILVA – DIRETOR ADJUNTO EXECUTIVO, DENISE MERINO – DIRETOR ADJUNTO ADMINISTRATIVO, DYEGO BAUER – DIRETOR DE RELAÇÕES DO TRABALHO, WALTER PAMPLONA JUNIOR – SUPLENTE, LOEDIR GRELLMANN MORAIS – SUPLENTE, ADRIANO DE CASTRO – SUPLENTE, MARCOS ANDRIOLA – SUPLENTE, ROGÉRIO MOURA TAVARES – SUPLENTE, RODRIGO PRADO BERNARDES – SUPLENTE, ANTONIO BAPTISTA ABRÃO – TITULAR CONSELHO FISCAL, JOSÉ AUGUSTO MARQUES – TITULAR CONSELHO FISCAL, JOSÉ CARLOS TELEGINSKI – TITULAR CONSELHO FISCAL, GEOBER FRANCISCO DOS SANTOS ALVES – SUPLENTE DO CONSELHO FISCAL, ALEXANDRE DONIZETE MARTINS – CONSELHO DE REPRESENTANTES TITULAR, LUIS EDUARDO REWAY NUNES – CONSELHO DE REPRESENTANTES TITULAR, DAMIÃO ALVES DA SILVA – CONSELHO DELIBERATIVO, EMERSON LUIZ BLUN LIMA - CONSELHO DELIBERATIVO, ITAMAR DO CARMO TAVARES - CONSELHO DELIBERATIVO, JOSÉ ARTHUR FROTA - CONSELHO DELIBERATIVO, ROBERTO DOMINGOS SIMONATO - CONSELHO DELIBERATIVO, SIDNEI WILSON DINAROWSKI - CONSELHO DELIBERATIVO. A contar desta data (25/07/2018) nos termos do Regimento Eleitoral os interessados têm 48 (quarenta e oito) horas para apresentar eventuais impugnações. Dado e passado nesta cidade de Curitiba/PR, sede do SINDENEL – Sindicato dos Empregados em Concessionárias dos Serviços de Geração, Transmissão, Distribuição e Comercialização de Energia Elétrica, de Fontes Hídricas, Térmicas e Alternativas de Curitiba, aos 24 de julho de 2018.  Joel Martins Ribeiro – Presidente da Comissão Eleitoral. 

 

 

20/07/2018 - ELEIÇÃO PARA A DIRETORIA DO SINDICATO DOS ELETRICITÁRIOS DE CURITIBA - SINDENEL ROTEIRO DAS URNAS

 

 A Comissão Eleitoral divulga o roteiro
das urnas para a eleição da

Diretoria do SINDENEL,

que será realizada nos dias
01 e 02 de agosto de 2018.
  Acesse Aqui

 

 

 

04/07/2018 - COMUNICADO SINDENEL - ELEIÇÃO NO SINDENEL

 

 EDITAL DE CONVOCAÇÃO DE ELEICÕES SINDICAIS

SINDICATO DOS ELETRICITÁRIOS DE CURITIBA - SINDENEL 

A Comissão Eleitoral, devidamente constituída pela Diretoria Executiva do Sindicato dos Empregados em Concessionárias dos Serviços de Geração, Transmissão, Distribuição e Comercialização de Energia Elétrica de Fontes Hídricas, Térmicas ou Alternativas de Curitiba – SINDENEL, localizada na sede da entidade, situada na Rua Professor Ulisses Vieira, 1515, Santa Quitéria, Curitiba, Paraná, constituída pela Resolução da Diretoria Executiva de 02/07/2018, no uso de suas atribuições legais e estatutárias, conforme art. 24 e seguintes, declara aberto o processo eleitoral para o Corpo Diretivo e Conselhos da referida entidade para a gestão 2019/2023, cuja eleições serão realizadas nos dias 01 e 02 de agosto de 2018 e em conformidade com as condições e prazos previstos no Regimento Eleitoral. Informamos que o prazo para registro das chapas concorrentes ao pleito será de 4 de julho até 10 de julho de 2018, no horário das 8 às 12 e das 13:30 às 17:30, na sede do sindicato, onde se encontra a disposição pessoa habilitada para prestar informações referentes às eleições, entrega de cópia do regimento eleitoral, recebimento de documentação e fornecimento de recibo. Informa-se ainda que o Edital de Convocação já se encontra afixado na sede do sindicato. 

Curitiba, 03 de julho de 2018. 

Joel Martins Ribeiro

Presidente da Comissão Eleitoral

 

11/06/2018 - COMUNICADO SINDENEL - ELETROSUL

 

 AVISO À POPULAÇÃO

Comunicamos que os empregados da Eletrobrás-Eletrosul, base SINDENEL, reunidos em Assembleias Gerais Extraordinárias, realizadas no dia 08 de junho de 2018, deliberaram pela PARALISAÇÃO DE SUAS ATIVIDADES nos dias 11, 12 e 13 de junho de 2018, em protesto contra a venda/privatização do Grupo Eletrobrás. Notificamos que, em observância ao artigo 11 da Lei 7783/1989, haverá trabalhadores em horários necessários para manter o sistema de transmissão de energia em operação no caso de ocorrências e contingências.

SINDENEL
Alexandre Donizete Martins
Diretor Presidente
 

 

11/06/2018 - COMUNICADO SINDENEL - ELETROSUL

 

 EDITAL DE CONVOCAÇÃO

ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA
ELETROBRAS ELETROSUL CURITIBA, FOZ DO AREIA E LARANJEIRAS DO SUL 

O Presidente do SINDENEL, - Sindicato dos Empregados em Concessionárias dos Serviços de Geração Transmissão Distribuição e Comercialização de Energia Elétrica de Fontes Hídricas, Térmicas ou Alternativas de Curitiba, no uso de suas atribuições estatutárias, CONVOCA os empregados da ELETROSUL – Centrais Elétricas S.A., associados e não associados, para se reunirem em ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA, como segue: 
Na sede da Regional do Paraná – Curitiba, cito na BR 116 Km 116 - Bairro Tatuquara, no dia 08/06/2018 (próxima sexta-feira), às 13h00min em primeira convocação e 13h30min em segunda convocação, com qualquer número de presentes;

No Setor de Manutenção de Foz do Areia, cito na PR 170 Km 85 – Município de Pinhão, Distrito de Faxinal do Céu-PR, no dia 08/06/2018 (sexta-feira), às 13h00min em primeira convocação e 13h30min em segunda convocação, com qualquer número de presentes;

No Setor de Manutenção de Laranjeiras do Sul, cito a Rua Duque de Caxias, 1181, Centro Laranjeiras do Sul-PR, no dia 08/06/2018 (sexta-feira), às 13h00min em primeira convocação e 13h30min em segunda convocação, com qualquer número de presentes, a fim de discutirem e deliberarem sobre a seguinte

ORDEM DO DIA:
1. Deliberar sobre o indicativo de Greve de 72 horas, nos dias 11, 12, e 13 de junho de 2018, caso não tenha avanço as negociações CNE / ELETROBRAS do ACT Nacional 2018/2019;
2 – A Assembleia permanecera em aberto , aguardando solução de continuidade conforme item 1 deste edital.
3. Definição das formas de manutenção dos serviços essenciais à população;
4. Assuntos gerais.

Curitiba, 05 de junho de 2018.

Alexandre Donizete Martins
Diretor Presidente
 

 

04/06/2018 - COMUNICADO SINDENEL

 

ASSEMBLÉIA GERAL ORDINÁRIA

PRESTAÇÃO DE CONTAS DA DIRETORIA EXECUTIVA

O Diretor Presidente do SINDENEL, no uso de suas atribuições estatutárias, convoca toda base eletricitária representada para participar de assembleia geral ordinária de prestação de contas do atual mandato a ser realizada na sede do sindicato sito a Rua Ulisses Vieira, 1515, bairro Santa Quitéria, no dia 7/6/2018, quinta-feira, sendo às 18 horas, em primeira chamada, ou às 19 horas, com qualquer número de presentes para a seguinte ordem do dia:

1. Apresentação e aprovação das contas referentes aos anos 2014, 2015, 2016 e 2017, conforme artigos 22 e 31 dos Estatutos.

Curitiba, 25 de maio de 2018.

Alexandre D. Martins
Diretor Presidente
SINDENEL
 

 

10/05/2018 - COMUNICADO SINDENEL - ELETROSUL

 

 EDITAL DE CONVOCAÇÃO

                                                 ASSEMBLÉIA GERAL EXTRAORDINÁRIA
ELETROBRAS ELETROSUL CURITIBA, FOZ DO AREIA E LARANJEIRAS DO SUL 

O Presidente do SINDENEL, - Sindicato dos Empregados em Concessionárias dos Serviços de Geração Transmissão Distribuição e Comercialização de Energia Elétrica de Fontes Hídricas, Térmicas ou Alternativas de Curitiba, no uso de suas atribuições estatutárias, CONVOCA os empregados da ELETROSUL – Centrais Elétricas S.A., associados e não associados, para se reunirem em ASSEMBLEIA GERAL EXTRAORDINÁRIA, como segue: 
Na sede da Regional do Paraná – Curitiba, cito na BR 116 Km 116 - Bairro Tatuquara, no dia 11/05/2018 (próxima sexta-feira), às 13h00min em primeira convocação e 13h30min em segunda convocação, com qualquer número de presentes;

No Setor de Manutenção de Foz do Areia, cito na PR 170 Km 85 – Município de Pinhão, Distrito de Faxinal do Céu-PR, no dia 18/05/2018 (sexta-feira), às 13h00min em primeira convocação e 13h30min em segunda convocação, com qualquer número de presentes;

No Setor de Manutenção de Laranjeiras do Sul, cito a Rua Duque de Caxias, 1181, Centro Laranjeiras do Sul-PR, no dia 18/05/2018 (sexta-feira), às 13h00min em primeira convocação e 13h30min em segunda convocação, com qualquer número de presentes, a fim de discutirem e deliberarem sobre a seguinte

ORDEM DO DIA:
1. Informes;
2. Deliberar sobre o indicativo do Coletivo Nacional dos Eletricitários - CNE, de greve pelo período de 72 horas a partir do dia 22  à 24 de maio de 2018;
3. Definição das formas de manutenção dos serviços essenciais à população;
4. Assuntos gerais.

Curitiba, 09 de maio de 2018.

Alexandre Donizete Martins
Diretor Presidente
 

 

06/03/2018 - Convocação dos Copelianos para a Assembleia da PLR 2017

 

Convocação dos Copelianos para a Assembleia da PLR 2017.

Acesse o edital



Convocação dos Copelianos para a Assembleia da PLR 2017

 

 

 

02/03/2018 - PROPOSTA NEGOCIADA COM A COPEL PARA PAGAMENTO DA PLR 2017

 


COPELIANOS, acessem a proposta negociada com a COPEL para pagamento da PLR 2017.


PROPOSTA - PLR2017

 

 

 

28/02/2018 - TRABALHADORES DA COPEL TELECOM

 

 


TRABALHADORES DA COPEL TELECOM

Prezados Trabalhadores e Trabalhadoras Eletricitárias:

 

Recebemos com muita preocupação o resultado de uma ação judicial, movida pelo Sindicato de Telecomunicação do Paraná - SINTTEL, onde todos os Trabalhadores da COPEL TELECOM passam a serem representados por este Sindicato.

 

Diante da repercussão e das consequências advindas desta mudança, o SINDENEL convoca todos os TRABALHADORES afetados, independente de filiação ao sindicato, para uma Assembleia, no dia 05/03/2018, às 13:00h no auditório - BLOCO B do KM 3, afim de alertar os Trabalhadores das possíveis perdas e deliberar sobre os encaminhamentos do SINDENEL. 

 

É imprescindível a participação na reunião pois poderá acarretar em consequências irreparáveis para o futuro laboral de cada Trabalhador. 

 

Segue em anexo o Edital de Convocação.

TRABALHADORES DA COPEL TELECOM
 

 

 

09/12/2013 - BOLETIM INFORMATIVO - FGTS Traz prejuízo aos trabalhadores

 


BOLETIM INFORMATIVO SINDENEL 

 


  FGTS TRAZ PREJUÍZO AOS TRABALHADORES

 

 

 

02/12/2013 - COMUNICADO SINDENEL

 

Adicional de periculosidade não é proporcional a exposição

O adicional de periculosidade não pode ser pago de forma proporcional ao tempo de exposição ao risco. A Súmula 364 do Tribunal Superior do Trabalho reconhece o direito ao adicional de periculosidade ao empregado exposto permanentemente ou que, de forma intermitente, se sujeita a condições de risco. O entendimento foi usado pela 4ª Turma do Tribunal Regional do Trabalho de Minas Gerais ao condenar uma mineradora ao pagamento integral do adicional a um ex-empregado.

Segundo a empresa, o adicional de periculosidade foi pago ao funcionário nas pouquíssimas e eventuais oportunidades em que esteve exposto a esse agente e de forma proporcional ao tempo de exposição. Ainda, de acordo com ela, a conduta adotada é prevista no instrumento normativo da categoria profissional.

Uma perícia feita nos autos concluiu pela caracterização da periculosidade durante todo o contrato de trabalho, apurando que o reclamante fazia transporte de explosivos de forma habitual e intermitente e ainda ajudava os funcionários no carregamento dos explosivos no interior da mina. Segundo a relatora, a Súmula 364 do TST determina que a parcela só não será devida quando o contato for de forma eventual, assim considerado o fortuito, ou o que, sendo habitual, dá-se por tempo extremamente reduzido.

Segundo a juíza relatora convocada, Taísa Maria Macena de Lima, não há como dar validade a cláusulas de instrumentos coletivos que importem em supressão parcial de direito assegurado em lei, como é o caso do adicional de periculosidade. Ela lembrou que o artigo 7º, inciso XXVI, da Constituição Federal reconhece os instrumentos coletivos de trabalho legitimamente firmados pelas correspondentes representações sindicais. Para ela, não há dúvida quanto à recepção desses instrumentos negociais pela nova ordem constitucional, reafirmando, assim, postura sempre adotada pelo próprio Direito do Trabalho, que prestigia a autocomposição das partes na solução dos litígios.

Por outro lado, conforme ressaltou, as negociações coletivas encontram limites nas garantias, direitos e princípios instituídos pela mesma Constituição e que são intangíveis à autonomia coletiva. Na avaliação da julgadora, esse é caso de normas de proteção à saúde e segurança do empregado, o que se aplica ao trabalho em ambiente ou local perigoso.

A turma de julgadores acompanhou o voto da relatora e considerou inválidas as cláusulas dos Acordos Coletivos de Trabalho quanto à negociação do adicional de periculosidade proporcional ao tempo de exposição, reconhecendo como devido o pagamento integral da parcela. O adicional de periculosidade incide apenas sobre o salário básico e não sobre este acrescido de outros adicionais, nos termos da parte inicial da Súmula 191 do TST. Com informações da Assessoria de Imprensa do TRT-3. 0001257-24.2012.5.03.0069 RO